BUSCAR
BUSCAR
Preso
‘Novo Lázaro’: moradora de fazenda convence Wanderson Mota a se entregar para policia após sete dias de fuga; VEJA VÍDEO
(Foto: Reprodução)

Wanderson Mota, que matou a mulher, que estava grávida de quatro meses, a enteada de 2 anos e 9 meses, e um vizinho, em Corumbá, se entregou à Polícia na manhã deste sábado (4). Ele teria entrado na residência de uma mulher, em Gameleira (GO), que o alimentou e o convenceu a se entregar. Ele driblava as corporações policiais de Goiás há sete dias.

O momento em que ele chega à delegacia foi filmado. Os policiais tiram Wanderson do camburão. Ele veste um agasalho marrom e uma calça da mesma cor. Questionado sobre porque ele decidiu se entregar, o suspeito não respondeu.

A série de assassinatos aconteceu em 28 de novembro, mas Wanderson já tinha respondido pelo homicídio de um taxista em Minas Gerais e pela tentativa de feminicídio de uma ex-companheira em um município goiano.

A polícia encontrou os corpos da companheira de Wanderson, Rânia Aranha Figueiro, 21 anos, e da pequena Geysa Aranha, na casa do casal, horas depois do crime. Ele foi filmado momentos antes, com as duas, em uma loja, comprando um celular.

A polícia só foi chamada, no entanto, porque, depois de assassinar a companheira e a enteada e roubar uma arma na casa do patrão, invadir a propriedade vizinha e matar um fazendeiro, uma das vítimas do agressor, a mulher do homem executado, Roberto Clemente de Matos, 73, se fingiu de morta para escapar de Wanderson. Nesse momento, ele já tinha fugido.

Moradora o convenceu a se entregar

Wanderson – chamado de “Novo Lázaro” por agir de forma semelhante a Lázaro Barbosa, 33 – chegou à fazenda de um casal na zona rural de Gameleira de Goiás, por volta das 6h da manhã deste sábado, e teria apontado um revólver pela janela. No entanto, a moradora, identificada como dona Cinda Mara, o acolheu.

Dona Cindra ofereceu água, comida e roupas limpas, já que Wanderson estava sujo, molhado e com frio. A dona da fazenda e o marido ainda teriam feito um trabalho de convencimento para que o foragido se entregasse à polícia.

O criminoso foi levado pelos donos da fazenda à cidade, onde se entregou e foi detido pela Polícia Militar. Wanderson foi encaminhado para a Delegacia Regional de Polícia em Anápolis.

Rua Carlos Chagas, 3466, Candelária, Natal/RN
(84) 4009-9898
[email protected]