BUSCAR
BUSCAR
Olimpíadas de Tóquio: COB distribui prêmios de R$ 4,6 mi aos medalhistas do país

As Olimpíadas de Tóquio terminaram com o saldo de melhor campanha da delegação brasileira em uma edição dos Jogos. O recorde de 21 medalhas conquistadas aumentou os prêmios: foram distribuídos R$ 4,6 mi, concedidos pelo COB (Comitê Olímpico Brasileiro) às campeãs e campeões brasileiros.

A ginasta Rebeca Andrade, que deu show faturando um ouro no salto e uma prata na competição individual, recebeu sozinha boa parte do prêmio — R$ 400 mil. Rebeca, escolhida para carregar a bandeira do país na cerimônia de encerramento dos Jogos no Japão, recebeu R$ 250 mil pelo ouro e R$ 150 mil pela prata.

Esse era o prêmio estipulado pelo COB pelo primeiro e segundo lugares no pódio olímpico. O bronze deu bônus de R$ 100 mil a cada medalhista.

Em esportes coletivos, o prêmio para os laureados com ouro era de R$ 500 mil divididos entre esquipes com até seis integrantes — como a dupla de velejadoras Martine Grael e Kahena Kunzee, campeãs na classe na classe 49erFX — e R$ 750 mil para times com sete ou mais (caso do time de futebol masculino). A prata rendia R$ 150 mil e R$ 450 mil, e o bronze entre R$ 100 mil e R$ 300 mil.

Com informações Suno

Rua Carlos Chagas, 3466, Candelária, Natal/RN
(84) 4009-9898
[email protected]