BUSCAR
BUSCAR
Imunização
Países da União Europeia que mais vacinaram têm menos mortes por Covid; VEJA TABELA
Das 27 nações do bloco, só duas têm menos de 50% da população adulta (com mais de 18 anos) completamente imunizada
Países da União Europeia que mais vacinaram têm menos mortes por Covid-19 - Foto: Reprodução

Os países da União Europeia com as maiores taxas de vacinação contra a Covid-19 tiveram menos mortes por milhão de habitantes nas duas primeiras semanas de novembro.

Das 27 nações do bloco, só duas têm menos de 50% da população adulta (com mais de 18 anos) completamente imunizada: Romênia (42,8%) e Bulgária (29,2%). Os dados são da ECDC (Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças).

Os dois países tiveram as maiores taxas de mortes proporcionais ao tamanho da população nos primeiros 14 dias do mês. A Bulgária lidera o ranking, com mais de 324 mortes por milhão de habitantes. A Romênia registrou 267,4. É seguida de perto pela Letônia, que teve 265,6 mortes por milhão, e vacinou 66% da população adulta.

Na outra ponta, países com êxito na vacinação registraram taxas baixas de mortes pela covid. Na Irlanda, líder em imunização no bloco, 92,8% dos adultos já receberam as duas doses ou a dose única da vacina. Foram 14,9 mortes por milhão no período. Malta, com 92% de adultos completamente imunizados, aparece com zero mortes proporcionais. O país teve 3 óbitos pela doença até o momento em novembro.

Portugal integra a lista dos países da UE com mais de 90% da população adulta vacinada. O país teve 10,3 mortes por milhão nas duas primeiras semanas de novembro.

A Europa passa por um novo aumento dos casos de Covid, e os governos estão adotando restrições para conter a proliferação do novo coronavírus. A Áustria foi a 1ª a entrar em lockdown, enquanto nações como Holanda, República Tcheca e Eslováquia consideram fechar espaços públicos para barrar o avanço da 4ª onda.

A Alemanha decretou no sábado (20) que não-vacinados não poderão frequentar bares e restaurantes, museus e eventos em locais fechados. Na Espanha, Estados entraram na Justiça pelo direito de exigir passaporte da covid em ambientes públicos.

Houve manifestações na Holanda, em especial nas cidades de Roterdã e de Haia, contra as medidas restritivas.

Além do crescimento no número de casos, a taxa de mortes pela doença na Europa aumentou 5% de 8 a 14 de novembro ante a semana anterior (1º-7.nov). O continente europeu foi o único a registrar alta no número de vítimas pela doença no período.

As demais regiões tiveram queda ou estabilidade, segundo o relatório semanal divulgado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) na terça-feira (16).

Fonte: Poder360

Rua Carlos Chagas, 3466, Candelária, Natal/RN
(84) 4009-9898
[email protected]