BUSCAR
BUSCAR
Polícia Civil prende suspeito de pelo menos três estupros na Grande Natal
De acordo com investigações, o suspeito atraía jovens da cidade de Natal para Macaíba. Foto: iStock/Getty Images

Um suspeito de ter praticado pelo menos três estupros em Macaíba, na Grande Natal, foi preso pela Polícia Civil nesta segunda-feira (26). Francisco Leandro dos Santos, 35 anos, foi detido em flagrante no bairro Lagoa, também em Macaíba. O homem portava uma arma de fogo que foi apreendida pela polícia. A operação foi batizada de “Um por todos, todos por elas”.

Francisco é suspeito de ter praticado pelo menos três estupros e roubos contra mulheres, na cidade de Macaíba, usando arma de fogo e sempre a mesma forma de agir. Além disso, ele já foi condenado pelo crime de homicídio qualificado e estava cumprindo pena no regime aberto.

De acordo com investigações, o suspeito atraía jovens da cidade de Natal para Macaíba, sob o pretexto de encontros íntimos, mas, ao abordá-las, usando arma de fogo, estuprava, roubava e abandonava as vítimas em local ermo, próximo a um parque de vaquejada com acesso pela BR-304. Até o momento, três vítimas foram identificadas, as quais, após serem estupradas, tinham seus objetos subtraídos, em especial aparelhos celulares. Uma das vítimas era menor de idade.

No dia 30 de junho, repercutiu nas redes sociais o primeiro caso de estupro, em Macaíba, sendo iniciada a investigação pelos policiais da cidade. No dia 09 de julho, foi registrada a segunda ocorrência, com a mesma forma de agir e características do suspeito. Em 19 de julho, uma terceira vítima procurou a delegacia para registrar novo crime, quando foi verificado que se tratava do mesmo autor.

No início da tarde desta segunda-feira (26), os policiais abordaram e prenderam Francisco. Ele foi preso em flagrante pelo crime de posse ilegal de arma de fogo e munições, além de ter sido pedida pela autoridade policial sua prisão preventiva pelos crimes de estupro, roubo e porte ilegal de arma de fogo.

O suspeito, a arma de fogo, as roupas usadas no crime e o veículo usado por ele foram reconhecidos pelas vítimas. Ainda assim, ele negou a prática dos crimes, afirmando apenas possuir a arma de fogo para se defender de ameaças e inimigos. Francisco Leandro foi encaminhado ao sistema prisional e ficará à disposição da justiça.

O nome da operação remete a um romance clássico e, atualmente, reflete o engajamento de todos no combate à violência contra a mulher e contra a misoginia.

Rua Carlos Chagas, 3466, Candelária, Natal/RN
(84) 4009-9898
[email protected]