BUSCAR
BUSCAR
Desaparecimento
Polícia de São Paulo investiga sumiço de quatro potiguares que trabalham em restaurante de São Paulo
No fim de semana, os policiais fizeram buscas em possíveis locais em que os jovens pudessem estar, mas nenhum deles foi localizado
Jovens desapareceram na última sexta-feira (26) - Foto: Reprodução

A Polícia Civil de São Paulo investiga o desaparecimento de seis funcionários de um restaurante de comida japonesa em Atibaia (SP).

Segundo a Polícia Civil, os jovens desaparecidos tem entre 17 e 25 anos e foram do Nordeste para lá há cerca de seis meses para trabalhar na cidade. Quatro jovens são do Rio Grande do Norte, um da Paraíba e um de Pernambuco

O grupo foi visto pela última vez na quinta-feira (25), quando se arrumava para uma festa no alojamento em que moram.

Quem são os desaparecidos:

  • Ismael Barbosa
  • Deivid José da Silva
  • José Lieberth
  • José Leonardo de Oliveira da Fonsec, conhecido como Geninho
  • Josenildo Arruda Gomes
  • Wezily Felix da Silva

Sem notícias dos jovens, as famílias fizeram boletins de ocorrência relatando o desaparecimento. Parentes dos jovens e o proprietário do restaurante onde eles trabalham foram ouvidos pela polícia em busca de informações que possam ajudar nas investigações.

No fim de semana, os policiais fizeram buscas em possíveis locais em que os jovens pudessem estar, mas nenhum deles foi localizado. As buscas continuam nesta segunda-feira (29).

Os jovens estavam em um alojamento e teriam saído para comprar cigarros. Eles foram até uma conveniência no fim da noite da quinta-feira e um dos desaparecidos, José Lieberth, de 19 anos, fez uma chamada de vídeo com sua companheira, que vive em Natal. Ela relatou que ele garantiu que ligaria novamente quando retornasse ao alojamento, mas até agora ela não conseguiu o contato.

Nas imagens, segundo relato da mulher dele, apareciam os outros jovens, que foram até a conveniência, enquanto José Lieberth aguardava fora do estabelecimento. Após o fim da ligação, a companheira dele tentou o contato entre as 1h e 4h, mas o telefone estava desligado.

Rua Carlos Chagas, 3466, Candelária, Natal/RN
(84) 4009-9898
[email protected]