Prefeito de Natal não garante vacinar todos até setembro: “Não depende de nós”

Prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB), em entrevista ao programa Repórter 98, da 98 FM – Foto: 98 FM / Reprodução

O prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB), não quis se comprometer nesta terça-feira (15) em vacinar toda a população adulta contra a Covid-19 até setembro, como anunciou a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), nesta semana. Em entrevista à 98 FM Natal, o prefeito ressaltou que o cronograma de vacinação não depende da prefeitura, e sim da aquisição e distribuição de doses pelo Ministério da Saúde.

A fala do prefeito se assemelha à do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que tem dito que o compromisso do Governo Federal é ter vacinas suficientes para imunizar a população adulta contra a Covid-19 até dezembro. Estados como o RN têm divulgado calendário de vacinação até setembro considerando a projeção de chegada de novas doses, mas o cumprimento depende do fornecimento de imunizantes pelo Governo Federal.

“Não depende de nós. Dependemos de repasses de vacinas. Se de repente demoram a vir, se diminui a quantidade de repasses… Não depende de nós. O ministro foi prudente. Não sabe o fornecimento, a compra como vai se dar. Ele foi prudente em não querer fazer essa previsão (de vacinar até setembro), como eu acho que também não faremos previsão. Apenas garantimos que os serviços estão bem montados e que a infraestrutura está funcionando. O pessoal está treinado e capacitado para andar o esquema de vacinação”, disse o prefeito, em entrevista ao programa Repórter 98.

Álvaro Dias enfatizou que, apesar de ter divulgado um calendário prevendo a vacinação de todos os adultos até setembro, a gestão da governadora Fátima Bezerra não atua na ponta da imunização. O trabalho de aplicação das doses cabe aos municípios, destacou o prefeito de Natal.

“Ela (governadora) não montou equipe, não está disponibilizando locais para vacinação. Toda essa logística, infraestrutura, quem faz são os municípios. Achei que corajosamente deram um palpite, de quem não está participando ativamente do processo de vacinação. Mas acho uma projeção até bastante razoável e otimista”, complementou.


Ler Anterior

Mesmo sem aprovação da Anvisa, Natal vai aplicar Sputnik V se receber doses, afirma prefeito Álvaro Dias

Ler Próximo

Pesquisa mostra desigualdade no acesso a internet entre alunos