Prefeitura de Natal volta atrás e determina fechamento das academias e templos religiosos

Na quinta-feira (18) o prefeito Álvaro Dias havia dito nas redes sociais que os serviços seriam incluídos nas atividades classificadas como essenciais.

Academias vão fechar a partir do dia 20. Foto: José Cruz/ Agência Brasil

A Prefeitura de Natal voltou atrás na manhã desta sexta-feira (19) e decidiu manter o fechamento das academias e templos religiosos na capital como forma de controlar a pandemia de Covid-19. A decisão de fechar os estabelecimentos foi determinada no decreto nº 30.419/21 conjunto do Governo e da Prefeitura e começa a valer a partir do sábado (20). Na quinta-feira (18), o prefeito Álvaro Dias havia dito nas redes sociais que os serviços seriam incluídos nas atividades classificadas como essenciais.

Na manhã desta sexta-feira, a governadora Fátima Bezerra e o Álvaro Dias se reuniram com representantes do Ministério Público do Estado (MPRN), o Ministério Público Federal (MPF-RN) e o Ministério Público do Trabalho (MPT-RN) e definiram o cumprimento do decreto.

Com a mediação, ficou acordado que o decreto deve ser cumprido em seus exatos termos, ficando as academias de ginásticas, boxes de crossfit, estúdios de pilates e similares excluídas das atividades essenciais, e permanecendo suspensas as atividades coletivas de natureza religiosa, de acordo com o artigo 6º do decreto.

Ontem, Conselho Regional de Educação Física do RN (CREF-RN) entrou com um mandado de segurança pedindo que o Governo reconheça a essencialidade do exercício profissional de educação física e a autorização para funcionamento das academias.


Ler Anterior

Com o novo decreto você ficou sem opção para o fim de semana? Preparamos uma lista com os indicados ao Oscar pra você curtir online

Ler Próximo

Governo prepara projeto que classifica todo tipo de trabalho como essencial