Prefeitura de São Gonçalo cede prédio para Governo implantar Hospital de Campanha, mas até o momento estado não ocupou espaço

A viabilidade desse projeto só será possível diante da aquisição de respiradores ou que alguma organização consiga montar os leitos

A Prefeitura de São Gonçalo do Amarante cedeu ao Governo do Estado um prédio totalmente estruturado com boa parte de equipamentos para o governo implantar um hospital de campanha com 100 leitos, sendo 70 de retaguarda e 30 de UTI.

O Prefeitura bancará a energia, água do prédio cedido ao Governo.

A SESAP já enviou técnicos ao prédio que também contou com a presença do secretário adjunto Petrônio Spinelli, porém até agora nada foi feito.

Segundo a Sesap, a secretaria havia inicado as tratativas com o município de São Gonçalo do Amarante para criação de um Hospital de Campanha com 100 leitos, sendo 30 de UTI e 70 de retaguarda.

Porém, como é de conhecimento público, todos os estados do Brasil enfrentam dificuldade na compra de respiradores, insumos e EPIs. E para abrir a unidade, a gestão precisa ter condições de oferecer suporte nesse sentido, além da estrutura física e de pessoal.

Diante disso, a Sesap avalia atualmente reduzir o número de leitos. No local, ainda não há a rede de gases necessária para criação dos leitos.

A viabilidade desse projeto só será possível diante da aquisição de respiradores ou que alguma organização consiga montar os leitos.

O Estado trabalha ainda com essa possibilidade e estuda a forma mais viável de colocar a unidade em funcionamento.

 


Ler Anterior

O círculo vicioso da crise no futebol

Ler Próximo

MEC autoriza prorrogação de suspensão de aulas presenciais em universidades até 15 de junho