Presidente Leonardo Bezerra fala sobre momento de incertezas no futebol

Dirigente não aceita que Estadual 2020 tenha campeão e diz que competição tem que ser declarada nula

Leonardo Bezerra diz que América não vai demitir. Foto: Canindé Pereira

Leonardo Bezerra, presidente do América, participou do Tocando a Bola de ontem (24) quando fez um balanço do momento que o clube rubro está vivendo com a paralisação do futebol em razão da pandemia do coronavírus.

Incertezas

” Muito difícil esse momento, de completa incerteza sem saber o que vai ser feito amanhã. Graças a Deus estamos com algum lastro financeiro da passagem de fase na Copa do Brasil e podemos segurar os custos deste mês. Daqui para a frente temos que ter uma posição da CBF. Veja que já cancelaram as Olimpíadas e como é que ninguém dá uma satisfação se vai ter Estadual, se não vai ter. É muito complicado trabalhar sem planejamento nenhum”.

Cancelar o Estadual 

” Acho que até por uma questão de lógica, os clubes já liberaram seus atletas  eu acho que o Campeonato deste ano (2020) deve ser dado como cancelado. Os clubes que já liberaram os atletas vão contratar de novo? Fica uma solução muito difícil. Acho que vai ser uma briga jurídica muito grande. Você não pode declarar o Estadual com campeão, se não finalizou a competição. O atual campeonato tem que ser declarado nulo. Vai ser uma discussão muito grande, mas é uma coisa que a CBF tem que botar a mão no bolso para socorrer os clubes”.

Leia também:

Francisco Diá: ” Se é para fazer justiça, tem que dar o título para o ABC”

Direito é acima de tudo lógica e bom senso, e no futebol não é diferente

Clubes em busca de respostas para a crise no futebol

Até quando os clubes aguentam o tranco da paralisação?

Campeonato Estadual do RN está suspenso

Solução para o problema

” As informações que nós tínhamos era d uma proposta apresentada na CBF pelo presidente do Fluminense de antecipar férias, mas quem é que vai antecipar com três meses de contrato? Tudo muito vago. A FENAPAF ficou de anunciar uma posição mas até hoje (24) não anunciou, todo mundo tira o braço da seringa e fica tudo nas costas do clube”

Demissões

” Neste momento, longe de mim me meter com os outros, a posição é minha. Neste momento temos que ser solidários com os nossos funcionários e isso vale para o América e para a minha empresa. Nunca demitiria alguém sabendo que ele não vai se empregar assim tão cedo. O América vai pagar na segunda-feira o mês  março integral, abril se não houver nenhuma solução  iremos pagar com diminuição da carga horário, 25% do salario, mas vamos pagar todo mundo. Como é que vou demitir sem pagar os direitos trabalhistas? Demitir e mandar para casa sem dinheiro? Isso eu não faço. Não quero me meter na vida de ninguém e de nenhum clube, mas o América não faz isso”


Ler Anterior

Francisco Diá: ” Se é para fazer justiça, tem que dar o título para o ABC “

Ler Próximo

Coronavírus: AO VIVO Ministério da Saúde atualiza pandemia no Brasil