Presos com Covid-19 atacam policiais com foice em tentativa de fuga no Piauí

Sindicato dos agentes diz que a Unidade de Apoio Prisional, antes chamado de “hospital penitenciário”, tem estrutura frágil

Foto: Divulgação/Sinpoljuspi

Dois presos identificados como Lucas de Sousa dos Santos e Sérgio Murilo são suspeitos de tentar atacar policiais penais usando uma foice, na Unidade de Apoio Prisional, que fica em Altos, a 35 km de Teresina, na noite desse sábado (4).

Os dois presos estão no local, antes chamado de hospital penitenciário, porque estão com Covid-19 e queriam fugir da unidade. A Secretaria de Justiça informou que um dos presos ficou ferido e recebeu atendimento médico.

O segundo vice-presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí (Sinpoljuspi), José Roberto Pereira, disse que o preso identificado como Lucas conseguiu arrombar a cela onde estava isolado e entrou em uma sala de apoio do local, onde ficam materiais de manutenção e limpeza, incluindo foices e enxadas. A Sejus confirmou a informação.

“Ele pegou a foice, arrombou outra cela, onde estava o outro preso também com Covid-19 e os dois foram em direção aos agentes. Nesse momento, foram feitos disparos de elastômero [bala de borracha], e Lucas foi atingido no braço, ficando ferido”, disse.

Segundo Pereira, o local tem estrutura precária, e o preso conseguiu arrombar a cela em que estava sem ajuda de nenhum material, devido à fragilidade do lugar. Com a foice, arrombou a cela onde estava o colega.

Ele relatou ainda que havia três policiais penais no local no momento da tentativa de fuga. Na UAP, há 26 detentos. O local recebe presos que tiveram que ser retirados do sistema prisional comum por problemas de saúde. Cinco, dos 26, estão com Covid-19, de acordo com Pereira.

Fonte: G1


Ler Anterior

Médicos do RN recomendam iniciar tratamento nos primeiros sintomas da Covid-19

Ler Próximo

Chuva causa transtornos em Natal; veja pontos de alagamento