Primeiro trabalho com Cloroquina no Brasil será publicado esta semana

Estudo confirma evolução nos casos de pacientes internados em UTI

Compartilhe esse post

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, anunciou nesta terça-feira (31) que primeiro trabalho, no Brasil, com Cloroquina no tratamento e evolução nos casos de pacientes internados em UTI será publicado nas próximas 48 horas.

O estudo será publicado numa revista científica mostrando que o remédio Cloroquina conseguiu reduzir o tempo médio de permanência de um paciente grave com o novo coronavírus na terapia intensiva. Mandetta não apresentou outros dados, como por exemplo se houve também diminuição da letalidade. Mas destacou que a diminuição do tempo de internação pode ajudar o sistema de saúde, por liberar mais leitos para outros pacientes.

O ministro ressaltou, porém, que não há ainda estudo mostrando que a cloroquina tem efeito profilático, ou seja, de prevenção, para evitar pegar a doença, nem que é efetiva para casos leves. O remédio tem efeitos colaterais e, por isso, deve ser ministrado apenas em casos graves e sob orientação médica.


Compartilhe esse post

Ler Anterior

Mandetta reforça necessidade de manutenção do isolamento social

Ler Próximo

Árbitros terão ajuda de custo de CBF

Envie uma mensagem para o setor responsável.
WeCreativez WhatsApp Support
98 FM
Pedir Música
Acessível
WeCreativez WhatsApp Support
Flávio Amorim
Comercial
Acessível
WeCreativez WhatsApp Support
Sheyla
Vendas
Acessível
WeCreativez WhatsApp Support
Vanessa
Vendas
Acessível