Professora e agente educacional morrem em atentado a creche em Santa Catarina

Autor do atentado, de 18 anos, desferiu golpes também contra si próprio e foi encaminhado em estado gravíssimo a um hospital

Keli Adriane Aniecevski e Mirla Renner morreram uma escola infantil de Saudades (SC), após um ataque à faca nesta terça-feira (4) — Foto: Reprodução/Redes Sociais

A professora Keli Adriane Aniecevski, 30 anos, e a agente educacional Mirla Renner, de 20 anos, morreram no ataque a faca na escola infantil Pró-Infância Aquarela, em Saudades, no Oeste de Santa Catarina, nesta terça-feira (4). Três crianças com menos de 2 anos também faleceram atingidas por golpes a faca.

Keli trabalhava na unidade havia cerca de 10 anos. Já Mirla Renner trabalhava como agente educacional na creche, ela completou 20 anos em janeiro deste ano. Mirla chegou a ser levada ao hospital, mas não resistiu.

A agente educacional era aluna da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), a instituição decretou luto de três dias. Ela estava na quarta fase de engenharia química e estudava no campus de Pinhalzinho, cidade vizinha a Saudades.

O crime aconteceu na manhã desta terça-feira (4) em uma creche que atende crianças de 6 meses a 2 anos de idade, em Saudade (SC). O autor do atentado, de 18 anos, desferiu golpes também contra si próprio e foi encaminhado em estado gravíssimo a um hospital em Pinhalzinho. Ele foi intubado e transferido para Chapecó, na mesma região, no começo da tarde.

*Com informações do G1


Ler Anterior

Santa Cruz surpreende e bate o Potiguar no Frasqueirão

Ler Próximo

Prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas é extubado e deixa UTI