Projeto Governo Cidadão no RN é prorrogado pelo Banco Mundial até 2022

O Estado tem agora garantia para a execução de obras importantes como a construção do Hospital da Mulher, em Mossoró

O Projeto de Desenvolvimento Sustentável do RN Governo Cidadão, que seria finalizado no último dia 31 de março, teve seu prazo de vigência prorrogado até 31 de dezembro de 2022. O anúncio foi feito nesta terça-feira (6) em evento virtual realizado pela governadora Fátima Bezerra e pelo secretário de Gestão de Projetos e Metas e coordenador do Governo Cidadão, Fernando Mineiro, com a presença do vice-governador Antenor Roberto e de todo o secretariado estadual, além dos dirigentes de órgãos e autarquias.

Na prática, o Governo do Estado garantiu a utilização de US$ 80 milhões para a conclusão de todas as obras previstas no plano de aplicações do projeto. Ao final, US$ 360 milhões terão sido aplicados no desenvolvimento sustentável, desde a assinatura do acordo de empréstimo com o Banco Mundial em 2014.

Entre as obras a serem executadas estão a construção do Hospital da Mulher, no município de Mossoró e dos Postos Fiscais em Canguaretama e de Passa e Fica; a recuperação da Barragem de Pataxo, em Ipanguacu; entre outras intervenções que apresentaram problemas ou paralisações ao longo dos anos. A prorrogação do contrato de empréstimo é resultado do empenho do atual Governo do RN na busca por soluções para os entraves encontrados em janeiro de 2019, quando a atual gestão assumiu o comando, para poder executar de forma plena as iniciativas do projeto.

“Temos em mãos o certificado de prorrogação do contrato com o Banco Mundial. Essa é uma das notícias mais esperadas pelo nosso Governo, pois o volume de recursos garantido possibilitará retomar obras importantíssimas que foram paralisadas. Seguimos lutando pelo desenvolvimento do Estado, e cuidando de áreas essenciais à população, como a Saúde, a Segurança e a Educação, avançando cada vez mais” disse a governadora.


Ler Anterior

MPRN ajuíza ação para obrigar governo do estado a permitir aulas presenciais

Ler Próximo

Bolsonaro e Putin discutem compra e produção da vacina Sputnik V