BUSCAR
BUSCAR
Reunião na sede da FNF com dirigentes de clubes da Série A1 do Estadual
José Vanildo preside reunião na sede da FNF com dirigentes de clubes da A1. Foto: Iuri Seabra

Na reunião que aconteceu na manhã desta quinta-feira (30) na sede da Federação Norte-riograndense de Futebol, ficou definido que a entidade vai esperar pelo Poder Público para definir volta aos treinos e retomada do Estadual.

Presidente José Vanildo foi claro

“Quem pode decidir a volta do Campeonato Potiguar é poder público e as autoridades responsáveis pela saúde do nosso Estado. Eu convoquei essa assembleia para escutar os dirigentes dos clubes e mostrar que FNF está aqui para ajudar neste momento. Estamos passando por um momento difícil. É importante respeitar a opinião pública e compreender muitas situações para a volta do Campeonato Potiguar. A nossa intenção é mostrar o que foi passado na reunião que tive com representantes da CBF.”

Leia também

A situação do Estadual que não tem data para reiniciar

O dirigente confirma aquilo que é voz corrente, não existe uma data estabelecida para a retomada do futebol no Brasil, e qualquer decisão terá que passar obrigatoriamente pelo crivo das autoridades da Saúde Pública.

Na avaliação da maioria dos dirigentes presentes, é  preciso que  estudar e flexibilizar o regulamento, dispensar taxas e compreender  a situação da pandemia para poder terminar a competição no campo de jogo.

Sobre a flexibilização do regulamento e dispensas de taxas, o presidente da FNF mostrou-se sensível ao apelo dos dirigentes. José Vanildo reafirmou  que as datas de retorno aos treinos e posteriormente para a disputa dos jogos restantes do Estadual, depende da posição oficial das autoridades da Saúde Publica.

Leonardo Bezerra, presidente do América, reafirmou ontem no Tocando a Bola que o Estadual tem que terminar sendo disputado no campo de jogo.

Na terça-feira ( 28) Rogério Caboclo, presidente da CBF disse que se dependesse da vontade dele, os Estaduais voltariam no próximo dia 17, para em seguida emendar ” mas a CBF não tem este poder. Dependemos do Ministério da Saúde”

Na quarta-feira (29) Petrônio Spinelli, secretário adjunto de Saúde do Rio Grande do Norte, disse que precisa de no mínimo 15 dias para dar uma posição sobre volta do futebol, mas que neste momento não é possível, nem mesmo com portões fechados.

O entendimento da FNF e dos clubes segue o padrão mundial, não é possível neste momento retomar as atividades esportivas.

Ficou muito claro que o Estadual vai voltar, será decidido dentro de campo, com a realização dos 11 jogos restantes para a conclusão do segundo turno da competição.

Rua Carlos Chagas, 3466, Candelária, Natal/RN
(84) 4009-9898
[email protected]