RN recebe primeiro lote de vacinas da Janssen

Carregamento total que será recebido pela Sesap nesta quinta-feira conta com 113.370 doses de três imunizantes diferentes: Janssen, Coronavac/Butantan (52.800 doses) e Pfizer (36.270 doses)

São 24.300 vacinas, de dose única, que serão destinadas ao reforço e ampliação da imunização no estado. Foto: Raiane Miranda/ASSECOM-RN

A campanha de vacinação contra a Covid-19 no Rio Grande do Norte, a partir desta quinta-feira (24), foi reforçada com mais um imunizante. A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) recebeu nesta quinta o primeiro carregamento de imunizantes da Janssen, quarto tipo de vacina disponibilizada aos potiguares. São 24.300 vacinas, de dose única, que serão destinadas ao reforço e ampliação da imunização no estado.

O carregamento total que foi recebido pela Sesap nesta quinta-feira conta com 113.370 doses de três imunizantes diferentes: Janssen, Coronavac/Butantan (52.800 doses) e Pfizer (36.270 doses). O primeiro carregamento com as doses da Coronavac e Janssen chegaram em solo potiguar ao meio dia e as doses da Pfizer chegaram às 15h.

De acordo com o acerto feito entre a Sesap e os municípios potiguares, pela vacina da Janssen necessitar de apenas uma aplicação, a prioridade é atender a população de rua e caminhoneiros, dois públicos que apresentam dificuldades de retorno para a segunda dose. Atendidos estes dois públicos, restritos a alguns municípios do RN, a vacina deve ser utilizada para a aplicação no público nas pessoas sem comorbidades com idade abaixo dos 59 anos.

As vacinas da Coronavac/Butantan e da Pfizer serão divididas entre trabalhadores da educação e do transporte, portadores de comorbidades ou deficiências, gestantes, puérperas e lactantes, além das forças de segurança. O Ministério da Saúde indicou que a carga de Coronavac/Butantan contempla a primeira e a segunda doses, devendo ser reservada a metade para completar o esquema vacinal dentro do tempo correto, enquanto a Pfizer é toda direcionada para primeira dose.


Ler Anterior

Petrobrás doa 100 cilindros de oxigênio para hospitais do RN

Ler Próximo

No RN, Bolsonaro libera verba para Oiticica e nega corrupção na compra da Covaxin