BUSCAR
BUSCAR
RN supera R$ 18 bilhões em transações via Pix
Pix é o pagamento instantâneo brasileiro. O meio de pagamento criado pelo Banco Central (BC) em que os recursos são transferidos entre contas em poucos segundos, a qualquer hora ou dia. É prático, rápido e seguro.

 

“Faz um Pix aí” ou “Aceitamos Pix”. Essas duas frases, sem dúvida, entraram na realidade do povo brasileiro há quase um ano e não devem sair do cotidiano nem tão cedo. O sistema de pagamentos instantâneo, adotado em novembro do ano passado pelo Banco Central, rapidamente se espalhou por todas as classes sociais e nos dias atuais é até raro ver quem não tem uma chave cadastrada. No Rio Grande do Norte, desde que o Pix começou a ser adotado, foram R$ 18,558 bilhões em transações financeiras, o que deixou o RN em 5° entre os estados do Nordeste e o 7° entre os do Norte Nordeste em valores transferidos. Em número de transações, a situação também é parecida: 38.564.753 “Pixs” foram feitos no Estado entre novembro e junho deste ano.

As estatísticas foram compilados  pela agência de dados “Fiquem Sabendo” por meio da Lei de Acesso à Informação. No Brasil, os pagamentos instantâneos movimentaram mais de R$ 1,6 trilhão. O volume de operações feitas por Pix, cerca de 2,4 bilhões, é quase três vezes maior que o
total de transferências realizadas por TED e DOC, que tiveram, respectivamente, 99 milhões e 743 milhões de transações.
Nos primeiros 45 dias de uso da plataforma, lançada efetivamente no dia 16 de novembro do ano passado pelo Banco Central, as pessoas no Rio Grande do Norte fizeram 2.240.145 transações Pix, o que gerou uma movimentação financeira de R$ 1.667.261.272,92. No primeiro semestre de 2021, o número de transações disparou indo a 36.324.608. A movimentação financeira registrada atingiu mais de R$ 16,890 bilhões.
Com informações Tribuna do Norte.
Rua Carlos Chagas, 3466, Candelária, Natal/RN
(84) 4009-9898
[email protected]