Secretário confirma: RN terá queda de R$ 80 milhões na arrecadação de abril e maio será ainda pior

Declaração foi dada durante o 12 em Ponto 98 desta quarta-feira (22)

O secretário estadual de Tributação do RN, Carlos Eduardo Xavier, confirmou nesta quarta-feira (22) que a queda de arrecadação de ICMS – Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, principal tributo do Estado, será de R$ 80 milhões no mês de abril.

“Estávamos trabalhando com uma projeção de R$ 120 a R$ 130 milhões e está se confirmando R$ 80 milhões de queda, quase 20% do total da arrecadação”, explicou o secretário durante entrevista ao programa 12 em Ponto 98, na rádio 98 FM.

Para maio, a projeção é ainda pior: “os números de maio assustam muito. A atividade econômica de abril se reduziu mais ainda, até em razão dos decretos do governo. Então a perspectiva de maio é de uma queda ainda maior”, avaliou Cadu Xavier, destacando que a arrecadação é intimamente ligada à atividade econômica, sendo o Estado uma espécie de sócio do setor produtivo.

Em razão dessa queda, o Governo já se preocupa com os riscos de não conseguir cumprir suas obrigações, entre elas o pagamento da folha de servidores. Para evitar isso, já tomou algumas providências: redução de duodécimos para os demais poderes (18%), suspensão de pagamento de dívidas com os bancos públicos e com a União, e redução de custeio (despesas), exceto na saúde onde o investimento nesse período vai crescer.

Leia também:

O secretário também confirmou que o Estado espera o socorro do Governo Federal, com a ajuda aprovada na Câmara dos Deputados e que será votada no Senado, garantindo o repasse de FPM e FPE nos mesmos valores de 2019, enquanto durar a crise.

 


Ler Anterior

Coronavírus: Governo do RN avalia incluir novas atividades essenciais em decreto de isolamento

Ler Próximo

Coronavírus: americano é preso por fingir ter covid-19 no Facebook