BUSCAR
BUSCAR
Sem novas vacinas, 19 mil potiguares podem ficar com 2ª dose atrasada esta semana
Mais de 19 mil pessoas poderão ficar com a segunda dose do imunizante em atraso. Foto: Agência Brasil

Por Helliny França

Se o Rio Grande do Norte não receber um novo lote de vacina contra Covid-19 em 7 dias, mais de 19 mil pessoas ficarão com a segunda dose do imunizante em atraso, segundo o relatório enviado à reportagem da 98 FM pelo Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde da Universidade Federal do Estado (Lais-UFRN). Já no último dia 13, o Ministério da Saúde divulgou uma lista dos estados que estão com doses em atraso e o RN registrava 14.932 pessoas com o problema. O último lote que chegou ao Estado foi na sexta-feira (16), foram 89,4 mil doses no total, sendo 36.400 doses da CoronaVac e 53 mil da vacina de Oxford.

De acordo com os dados do RN + Vacina, em uma semana 19.134 pessoas estarão com a segunda dose da Coronavac em atraso e 147 com a da vacina de Oxford, somando o total de 19.281. O relatório aponta ainda que só Natal possui 7.860 cidadãos com a segunda dose em atraso. A Secretaria de Saúde de Natal (SMS) informou que suspendeu na manhã desta segunda-feira (19) a vacinação da segunda dose da Coronavac por falta de imunizantes. Segundo a Secretaria, na sexta-feira (16), Natal recebeu 10.560 doses da vacina Coronavac para ser utilizada como segunda dose. A capital havia retomado no sábado (17) a vacinação com a CoronaVac, que estava suspensa desde a segunda-feira (12).

O Estado já recebeu 640.440 doses da Coronavac, foram encaminhadas aos municípios 332.199 para o uso da primeira dose e 296.507 para a segunda. Já do imunizante de Oxford, chegaram ao RN 203.650 doses, sendo 65.655 para a primeira dose e 29.930 destinadas para a segunda. A Secretaria de Saúde do Estado (Sesap) informou através do RN + Vacina, tem possui para a primeira aplicação a reserva técnica de 9.309 doses da Coronavac e 6.675 do imunizante de Oxford, já para a segunda o RN conta com 1.290 doses da vacina Oxford, enquanto o estoque de Coronavac está zerado.

Na última segunda-feira (12), a Sesap esclareceu que a cada remessa que recebe do Ministério da Saúde emite notas orientadoras para os municípios, sobre que público deve ser utilizada aquelas determinadas doses da vacina contra a Covid-19, levando em consideração o cálculo estimativo da população do Ministério, as faixas de idade e os públicos prioritários. Assim, a cada remessa, o MS orienta quais públicos devem ser atendidos com as doses, o que é repassado pela Sesap aos municípios, apontando uma quantidade estimada para evitar a falta de imunizantes.

Rua Carlos Chagas, 3466, Candelária, Natal/RN
(84) 4009-9898
[email protected]