Servidores municipais de Natal vão à Justiça cobrar salários

Prefeitura alega que salários estão em dia, segundo legislação

Por Lara Agra

Foto: Divulgação Prefeitura do
Natal

O prefeito Álvaro Dias havia anunciado, na última semana de 2020, que não pagaria parte dos servidores municipais até virada do ano, mas sim, até o quinto dia útil do mês de janeiro de 2021.

A declaração sobre a data de pagamento em janeiro foi dada à direção do Sindicato dos Servidores Públicos do município (Sinsenat) depois de cobrado pelo cumprimento da Lei Orgânica municipal, que determina o pagamento aos servidores até o último dia útil do mês. 

Após a repercussão, a Prefeitura publicou em redes sociais que conclui o pagamento de 70% da folha salarial de dezembro ainda nesta segunda-feira (04). De acordo com a administração municipal, serão pagos hoje os servidores ativos das secretarias municipais de Saúde, Governo, Comunicação Social, Cultura, Habitação, Planejamento, Políticas Públicas para as Mulheres, Esporte e Lazer, Serviços Urbanos, Turismo, Administração e Recursos Humanos, Procon, Controladoria e Procuradoria. ⁣

Para o Sinsenat, a gestão municipal descumpre a Lei Orgânica do Município e, por esse motivo, o sindicato está preparando uma representação ao Judiciário afirmando a quebra do acordo por parte da administração de Álvaro Dias.

Segundo a Prefeitura, não há atraso no pagamento dos salários no Município e que, inclusive, a administração pagou de forma antecipada a remuneração de dezembro para 40% dos servidores e, pela legislação, tem até o quinto dia útil para quitar toda a folha.

O secretário adjunto de Comunicação, Marcos Alexandre, informou que “parte das receitas projetadas para dezembro passado acabou não se confirmando, o que impediu o pagamento integral da folha dentro do próprio mês trabalhado, como vinha acontecendo nos últimos três anos. De todo modo, não inviabilizou a política da Prefeitura de manter os salários em dia – inclusive o último 13º, pago em 18/12 a todos os servidores ativos e inativos”.

 

 

 

 

 

 


Ler Anterior

Pandemia aumenta consumo de plástico em 30%

Ler Próximo

Confirmados dois casos da nova variante do coronavírus em São Paulo