BUSCAR
BUSCAR
“Só na fraude o ‘nove dedos’ volta”, diz Bolsonaro sobre Lula em conversa com apoiadores

Por Redação

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a defender o voto impresso para as eleições 2022 e a atacar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Em interação com apoiadores na manhã desta segunda-feira (21), na saída do Palácio da Alvorada, Bolsonaro afirmou que o “nove dedos” (Lula) só ganha o pleito do ano que vem se houver “fraude”.

“Só na fraude o ‘nove dedos’ volta. Se o Congresso aprovar e promulgar, teremos voto impresso. Não vai ser uma canetada de um cidadão, como esse daqui, que não vai ter voto impresso. Pode esquecer isso daí”, disse Bolsonaro, sem citar a quem se referia.

O Projeto de Emenda Constitucional (PEC) que busca instaurar o voto impresso no Brasil está sendo debatido na Câmara dos Deputados.

A conversa de Bolsonaro com os apoiadores foi divulgada por um canal no YouTube simpático ao presidente. O vídeo possui cortes e edições.

Sem provas

Bolsonaro tem entrado em atrito com o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, que desafiou o presidente a apresentar provas de fraudes no uso da urna eletrônica nas eleições de 2018.

O presidente da República tem alegado que houve fraude no pleito que o alçou à Presidência da República e dito que ele teria sido eleito ainda em primeiro turno. Desde que a primeira acusação foi feita, em 2019, nunca foram apresentadas provas da suposta fraude.

“Nunca houve fraude documentada, jamais. Se o presidente da República ou qualquer pessoa tiver alguma prova de fraude ou de impropriedade tem o dever cívico de entregá-la ao Tribunal Superior Eleitoral. Tô esperando de portas abertas e de bom grado”, disse Barroso em entrevista à CNN Brasil.

*Com informações do Metrópoles

Rua Carlos Chagas, 3466, Candelária, Natal/RN
(84) 4009-9898
[email protected]