STF autoriza depoimentos e acesso a e-mails em investigação sobre o ministro Pazuello

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), deferiu nesta segunda-feira (15) pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) para que a Polícia Federal realize diligências no inquérito que investiga eventual responsabilidade do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, na crise de saúde pública de Manaus.

Na decisão, o ministro autorizou depoimentos de funcionários do Ministério da Saúde e de secretarias de Saúde do Amazonas e de Manaus, acesso a e-mails, a informações sobre fornecimento e transporte de oxigênio e a informações sobre gastos com distribuição de medicamentos para tratamento precoce e que não têm eficácia comprovada contra a Covid.

O ministro já foi ouvido na investigação e negou omissão do governo na crise no Amazonas. No último dia 11, durante audiência no Senado, Pazuello afirmou que não houve relato de falta de oxigênio no início de janeiro em Manaus.


Ler Anterior

OMS inclui vacina de Oxford em lista de uso emergencial

Ler Próximo

Governo inaugura reforma do pronto socorro do Hospital de São José de Mipibu