STF derruba 16 contas bolsonaristas no Twitter

Em nota, o Twitter informou que “agiu estritamente em cumprimento a uma ordem legal proveniente de inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF)”

Compartilhe esse post

O Twitter reteve, nesta tarde, 16 perfis bolsonaristas na rede social atendendo à decisão do ministro Alexandre de Moraes no inquérito que apura notícias falsas e ameaças a ministros do STF.

Entre as contas suspensas, estão a da ativista Sara Giromini, conhecida como Sara Winter, do ex-deputado Roberto Jefferson, dos blogueiros Allan dos Santos e Bernardo Küster, e dos empresários Luciano Hang e Edgard Corona e Otávio Fakhoury.

Em nota, o Twitter informou que “agiu estritamente em cumprimento a uma ordem legal proveniente de inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF)”.

Em maio, o ministro Alexandre de Moraes determinou o bloqueio das contas nas redes sociais “para a interrupção dos discursos com conteúdo de ódio, subversão da ordem e incentivo à quebra da normalidade institucional e democrática”.

“Mais uma censura grave do Supremo. Em pleno terceiro milênio e uma ditadura desses juízes, eu fui censurado mais uma vez. Eu tenho 210 mil seguidores e 90 milhões de interações, estão calando a minha voz”, disse Roberto Jefferson, em entrevista à CNN.

O empresário Otávio Fakhoury também se manifestou. “Estamos na China. Fomos censurados como queriam. Um dos objetivos desse inquérito é censurar e intimidar pessoas ligadasà direita brasileira”, disse.

Fonte: CNN


Compartilhe esse post

Ler Anterior

Custo do frete para agronegócio está caindo, diz ministro

Ler Próximo

São Paulo adia carnaval, cancela Parada LGBTQI+ e Marcha Para Jesus

Envie uma mensagem para o setor responsável.
WeCreativez WhatsApp Support
98 FM
Pedir Música
Acessível
WeCreativez WhatsApp Support
Flávio Amorim
Comercial
Acessível
WeCreativez WhatsApp Support
Sheyla
Vendas
Acessível
WeCreativez WhatsApp Support
Vanessa
Vendas
Acessível