STF suspende queixa-crime de Dilma contra Bolsonaro

Segundo a decisão de Rosa, no vídeo impugnado por Dilma, Bolsonaro republicou um discurso que fez na Câmara em 2014, à época em que era deputado.

A ministra Rosa Weber decidiu suspender a tramitação de uma queixa-crime apresentada pela ex-presidente Dilma Rousseff contra o atual chefe do Executivo Jair Bolsonaro até o término do mandato deste último. A decisão publicada nesta quarta, 26, também suspendeu o prazo prescricional da petição na qual a petista acusa Bolsonaro de injúria em razão de um vídeo publicado no perfil do presidente no Twitter em agosto de 2019.


Ler Anterior

Governo pagou R$ 42 bilhões indevidamente em auxílio emergencial, segundo TCU

Ler Próximo

Teste de universidade brasileira identifica assintomáticos de covid-19 pela saliva