BUSCAR
BUSCAR
Suspeito de ser líder de facção criminosa morre em confronto com a polícia em Macaíba

O suspeito estava em posse de um revólver calibre 38. Foto: Polícia Civil

Nesta quarta-feira (28), um homem suspeito de ser chefe de uma facção criminosa na cidade morreu em confronto com a Polícia Civil em Macaíba. A polícia recebeu uma denúncia sobre o paradeiro de Marcos Antonio da Silva, conhecido como “Orangotango”, de 21 anos, e ao chegar ao local houve um tiroteio, ele foi socorrido, mas não resistiu. A prisão do suspeito estava no âmbito da 17ª fase da Operação Parabellum.

Segundo a polícia, as diligências foram iniciadas após o recebimento de denúncias anônimas sobre a localização de Marcos Antonio, que estaria em posse de uma arma de fogo. As equipes se deslocaram ao endereço informado no bairro Cidade de Deus, o suspeito percebeu a chegada da equipe e efetuou diversos disparos contra os policiais. No confronto, ele foi baleado e socorrido à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), porém foi a óbito.

Marco Antonio é suspeito de ser o chefe de uma facção criminosa e identificado como autor de um crime de latrocínio ocorrido em abril de 2020, na Zona Rural de Macaíba. A Operação Parabellum visa desarticular a ação de organizações criminosas na cidade de Macaíba, com no combate aos crimes de integrantes de facções.

O suspeito estava em posse de um revólver calibre 38, utilizado no ataque contra os policiais, 42 munições calibre 38 e cinco munições deflagradas calibre 38. A operação foi coordenada e executada pela equipe da Delegacia de Macaíba, com apoio da Força Tarefa do Ministério da Justiça (FT NUDEM Mossoró/RN – SEOPI).

Operação “Parabellum”

O nome da operação remete ao provérbio latino “si vis pacem, parabellum”, que significa “se quer paz, prepare-se para a guerra”, tendo em vista as diversas ações policiais de combate às facções criminosas que têm atuado na cidade.

Rua Carlos Chagas, 3466, Candelária, Natal/RN
(84) 4009-9898
[email protected]