TJ RN entende que medida cautelar do futebol não é urgente

Conforme o blog informou ontem (20) com exclusividade, os clubes, federação e sindicato dos atletas do RN deveriam entrar na Justiça pedindo a volta do futebol.

Ontem mesmo um Medida Cautelar assinada pelo Sindicato dos Atletas Profissionais do Rio Grande do Norte deu entrada no Plantão do Tribunal de Justiça  do RN.

Neste momento o futebol profissional do RN continua suspenso por determinação do Governo do Rio Grande do Norte, contrariando todas as medidas de bom senso.

O futebol sem nenhum medo de errar é a atividade mais segura do Brasil, do ponto de vista sanitário.

Leia também

Exclusivo: Paralisação do futebol pode parar na Justiça 

O Desembargador  Glauber Rêgo entendeu que o mandado de segurança em favor do futebol não era caso de plantão e determinou que o processo seja redistribuído no expediente ordinário do TJ.

Oito clubes de futebol parados, com a maioria deles correndo risco real de demissão em massa e fechamento.

” Quando há receio de dano irreparável  a Justiça não pode demorar a responder. Urge uma decisão, não dá para ficar ouvindo parte contrária, testemunhas, etc. há urgência urgentíssima da prestação jurisdicional sob pena de virar Justiça “tardinheira”, ganha mas não leva” foi a interpretação do advogado de um dos clubes envolvidos.


Ler Anterior

Lista de contatos do celular poderá ser integrada ao Pix

Ler Próximo

Médica que já tratou centenas de pacientes e não perdeu nenhum revela fórmula de tratamento