Tribunal mantém ação contra Salles, mas não julga pedido de afastamento

Desembargadores consideraram que pedido de afastamento deve ser enfrentado em outra etapa. Ação foi proposta pelo MPF, que acusa o ministro de “desmonte” das estruturas de proteção ao meio ambiente.

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) decidiu, nesta terça-feira (3), manter em análise na Justiça Federal de Brasília uma ação de improbidade administrativa do Ministério Público Federal (MPF) contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

A decisão é da 3ª Turma do tribunal. Os desembargadores julgaram um recurso do MPF, que questionou decisão da 8ª Vara Federal no Distrito Federal que, inicialmente, enviou o caso para à Justiça Federal de Santa Catarina, onde já haveria uma ação semelhante.

Os desembargadores entenderam que não há conexão entre as duas ações. Com isso, o processo segue na Justiça Federal na capital federal. Os magistrados não analisaram o pedido de afastamento do ministro do cargo feito pelo MPF. Para eles, a medida deve ser enfrentada em outra etapa. Leia a matéria completa aqui.

Fonte: G1

Foto: José Cruz/Agência Brasil


Ler Anterior

Cidade do Rio retoma atividades econômicas; praias estão liberadas

Ler Próximo

Valor médio de transações do Pix foi R$ 90 no primeiro dia de teste