Trump diz que não participará de debate virtual com Biden

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não participará de um debate virtual com o democrata Joe Biden, afirmou o gerente da campanha republicana à Casa Branca, Bill Stepien

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não participará de um debate virtual com o democrata Joe Biden, afirmou o gerente da campanha republicana à Casa Branca, Bill Stepien.

Em nota divulgada pouco depois de a Comissão de Debate Presidencial dos EUA anunciar a mudança no formato do encontro agendado para a quinta-feira (15), Stepien chamou a alteração de uma “decisão unilateral” que teria o objetivo de favorecer Biden.

“O presidente Trump ganhou o primeiro debate, apesar do terrível e tendencioso moderador Chris Wallace, e todo mundo sabe disso”, afirmou o gerente da campanha de Trump.

“É patético que as criaturas do pântano na Comissão de Debate Presidencial se apressem para defender Joe Biden, cancelando unilateralmente um debate presencial. Não é disso que tratam ou como são feitos os debates”, continuou.

Stepien disse ainda que Trump apresentaria “vários testes negativos” antes do debate, marcado para a quinta-feira (15) e que, portanto, não haveria necessidade dessa mudança tomada pela comissão.

“A segurança de todos os envolvidos pode ser facilmente alcançada sem cancelar a chance de os eleitores verem os dois candidatos frente a frente. Vamos passar essa desculpa triste para socorrer Joe Biden e fazer um comício.”

Comunicado da campanha de Trump diz que ele não participará de debate virtual

‘Mudança é inaceitável’, diz Trump

Pouco antes da confirmação da campanha sobre a ausência no encontro virtual, o próprio Trump havia comentado a mudança em entrevista por telefone à emissora Fox News.

“”Fiquei sabendo que a Comissão mudou recentemente o formato e isso não é aceitável”, disse o presidente, completando que não participaria de um debate virtual.

A comissão anunciou na manhã desta quinta-feira que decidiu mudar o formato do encontro, marcado para a cidade de Miami, na Flórida, em razão do diagnóstico positivo de Trump para o novo coronavírus na sexta-feira (2).

Já a campanha de Biden afirmou que ele está disposto a participar do encontro, mesmo que ele seja realizado de forma virtual.

“O vice-presidente Biden está ansioso para conversar diretamente com o povo americano e comparar seus planos para unificar e reconstruir melhor o país com a liderança falha de Donald Trump contra o coronavírus, que jogou a forte economia que ele herdou na pior recessão desde a Grande Depressão [também conhecida como Crise de 1929]”, disse a vice-gerente de campanha democrata, Kate Bedingfield.

Fonte: CNN Brasil


Ler Anterior

“Não há sinais de segunda onda”, diz Fátima sobre Covid-19 no RN

Ler Próximo

Procuradoria garante liberdade de atos de campanha com normas sanitárias no RN