Agripino defende que Paulinho é de centro: “Ele não é preso a nenhum pensamento ideológico sectário”

Deputado federal Paulinho Freire e ex-senador José Agripino Maia, ambos do União Brasil - Foto: Instagram / Reprodução
Deputado federal Paulinho Freire e ex-senador José Agripino Maia, ambos do União Brasil - Foto: Instagram / Reprodução

O ex-senador José Agripino Maia, presidente do União Brasil no Rio Grande do Norte, disse que há uma tentativa de “desmerecer” a pré-candidatura de Paulinho Freire à Prefeitura do Natal, com o destaque a acenos que o deputado federal tem feito ao bolsonarismo.

“As pessoas que dizem que Paulinho é de A ou de B, e não de centro, são pessoas que querem desmerecê-lo”, afirmou o ex-senador, em entrevista ao jornal Agora RN, completando que a polarização no cenário político “não levará a nada”.

Segundo José Agripino, Paulinho Freire “pratica as coisas boas da esquerda e pratica as coisas boas da direita”. O líder do União Brasil defende que seu partido é de centro, “até pela criação partidária dele e pelas convicções dele [ele é de centro]”.

“Isso não impede pessoas de esquerda, pessoas que queiram candidatos com bom conceito, pessoas de direita com os valores de família de votar nele”, destacou.

O ex-senador destacou, ainda, que a “prática de vida” de Paulinho Freire propõe que ele não se identifique com nenhum dos lados da polarização política que se discute no Brasil. “Ele não é preso a nenhum pensamento ideológico sectário. É porque não querem que ele seja um candidato de centro, um candidato de mente aberta”, defendeu.