Apoio a Lula cai na Câmara e só 46% dos deputados votam com o governo, aponta levantamento

Presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil
Presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem sofrido derrotas no Congresso - Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) chegou, em maio deste ano, ao pior índice de apoio na Câmara nos últimos 13 meses, mostra levantamento da consultoria Arko Advice divulgado pelo Estadão nesta segunda-feira (10). No mês passado, só 46,47% votaram junto com o governo na Casa.

É o número mais baixo desde abril de 2023, quando a adesão à pauta governista foi de 46,39%.

Há uma queda constante no índice de apoio desde fevereiro deste ano.

O levantamento leva em conta as votações nominais e abertas que aconteceram na Câmara com orientação de voto da liderança do governo. Em maio, foram 52 votações desse tipo, com derrota governista em 20, com destaque para a derrubada do veto à saidinha.

Partidos

Ainda de acordo com o levantamento, PCdoB e Rede são os partidos que mais votaram com o governo na Câmara — superando inclusive o PT, partido do presidente Lula.

Os comunistas aderiram a 94,15% da pauta do governo, enquanto o partido da ministra Marina Silva (Meio Ambiente) deu 86,36% de apoio. O PT ficou em terceiro lugar no índice de apoio ao Planalto, com 85,40%.

Na outra ponta, as legendas que mais votaram contra os interesses do Planalto na Câmara foram Novo (80,71%), PL (60,15%) e União Brasil (43,13%), que tem três ministros no governo: Celso Sabino (Turismo), Juscelino Filho (Comunicações) e Waldez Góes (Integração Regional).