Após mais uma apreensão de drogas, Codern anuncia scanner para final de setembro no Porto de Natal

Após mais uma apreensão de drogas no Porto de Natal, realizada neste sábado (15), a Companhia Docas do RN (Codern), empresa que administra o terminal, emitiu uma nota afirmando que o scanner de cargas será instalado no final de setembro.

O aparelho visa dar maior segurança ao Porto de Natal e a exportadores, uma vez que possibilita uma visão mais detalhada da carga que passa pelo terminal potiguar, dificultando a saída ou a chegada de drogas.

Ainda na nota, a Codern informa que a operação que apreendeu 703 kg de droga neste sábado mostra que a intensificação das ações de vigilância na área portuária em parceria com a Companhia Docas do Rio Grande do Norte vem surtindo efeito.

A operação Conjunta entre a Polícia Federal (PF) e a Receita Federal encontrou 703,98 kg de droga escondida em um contêiner de manga que tinha como destino a Europa.

Leia a nota da Codern na íntegra:

Em operação Conjunta a Polícia Federal (PF) e a Receita Federal realizaram uma apreensão de cerca de 700 kg de drogas no Porto de Natal, nesse sábado (15). O evento mostra que a intensificação das ações de vigilância na área portuária, sempre em parceria e com o apoio irrestrito da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN), vem surtindo efeito.

O aprimoramento da segurança no Porto de Natal é um objetivo permanente da Diretoria da CODERN. A sua obtenção passa por uma intensificação das operações interagências e adoção de novos protocolos, sempre em evolução.

Nesse sentido, a convergência de interesses entre o Porto, Armadores e Proprietários das Cargas, deverá possibilitar a instalação de um “scanner” de containers no final do próximo mês.

A união de esforços entre todos os Órgãos e Usuários que operam no Porto de Natal, sem dúvida, proporcionará altos níveis de segurança.

Companhia Docas do Rio Grande do Norte

Portal Grande Ponto

Foto: Divulgação/Receita Federal