Ciro Gomes chama senadora petista de ‘assessora de assuntos de cama’

Ex-governador do Ceará Ciro Gomes - Foto: Reprodução
Ex-governador do Ceará Ciro Gomes - Foto: Reprodução

O ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT) provocou a ira do PT ao se referir à senadora Janaína Farias enquanto “assessora de assuntos de cama” durante uma entrevista à rede “A Notícia do Ceará”. A declaração deu início a uma troca de farpas entre os partidos via notas institucionais.

Tudo começou quando, na última quinta-feira, Ciro questionou a competência da parlamentar petista para ocupar uma cadeira no Senado:

“Quem está assumindo o Senado Federal hoje? Sabe qual é o serviço prestado para ir ao lugar de Virgílio Távora, de Tasso Jereissati, de Mauro Benevides, de Patrícia Saboya, que tinha uma longa história de políticas sociais, pioneira da política de creche? Aí vai agora a assessora para assuntos de cama do Camilo Santana para o Senado da República? Onde é que nós estamos?”, disse o ex-governador.

Ao tomar conhecimento da fala, o presidente estadual do PT, Antônio Alves Filho, emitiu uma nota classificando como machista o depoimento.

“Repugnantes e inaceitáveis os ataques proferidos pelo senhor Ciro Gomes contra a senadora Janaína Farias (PT), em entrevista a um veículo de comunicação cearense. Isso demonstra claramente a dificuldade do senhor Ciro em aceitar mulheres no poder e a sua falta de compromisso com uma sociedade que demanda cada vez mais representação, voz e vez para as mulheres”, diz trecho do posicionamento petista.

PDT alfineta de volta

A afirmação de que Ciro teria dificuldade em aceitar mulheres no poder não foi vista com bons olhos pelo PDT que, neste sábado, emitiu uma nota afirmando que seu filiado teve governou o Ceará com o maior número de mulheres no primeiro escalão. O partido também aproveitou para alfinetar o PT sobre as eleições municipais.

“O grupo petista também silencia sobre a violência e o massacre que sua direção e as principais lideranças do partido impõem à ex-prefeita e deputada federal Luizianne Lins no processo interno de escolha do nome do partido para a disputa eleitoral em Fortaleza”, diz.

Atualmente, cinco petistas se colocaram à disposição para enfrentar o pedetista José Sarto no pleito. A maior rivalidade, contudo, ocorre entre Luizianne e o presidente da Assembleia, Evandro Leitão, que pertencia ao PDT até dezembro e é forte aliado do senador Cid Gomes (PSB).

Ao sinalizar apoio a Luizianne, o partido de Ciro alfineta também os cidistas que romperam internamente no ano passado e provocaram uma debandada.