Com atraso, Prefeitura de Porto Alegre encaminha dados de famílias para receberem Auxílio Reconstrução

Famílias atingidas pelas enchentes estão em abrigos públicos - Foto: Rafa Neddermeyer / Agência Brasil
Famílias atingidas pelas enchentes estão em abrigos públicos - Foto: Rafa Neddermeyer / Agência Brasil

A Prefeitura de Porto Alegre deu início, na manhã desta terça-feira (28), ao envio do primeiro lote de dados para o pagamento do Auxílio Reconstrução do governo federal.

O benefício começou a ser pago na segunda-feira (27), mas os moradores de Porto Alegre não receberam pois a prefeitura não havia encaminhado as confirmações dos dados das famílias.

Até as 10h de terça, a prefeitura encaminhou informações de 24.516 famílias, com prioridade para aquelas que estão desabrigadas ou desalojadas devido às recentes inundações.

A família habilitada para o benefício Auxílio Reconstrução receberá um pagamento de R$ 5,1 mil, que deve ser pago em parcela única via PIX.

O Auxílio Reconstrução é uma medida emergencial destinada a apoiar famílias que sofreram com os impactos das fortes chuvas e cheias na região. O benefício já foi aprovado para 44,5 mil famílias de 15 cidades do RS, segundo o Ministério Extraordinário da Reconstrução.

No segundo lote de dados a ser encaminhado, a prioridade será dada ao Registro Unificado, qualificado pela Mancha de Inundação, que identifica as áreas mais afetadas pelas enchentes. Este processo está em andamento e, até o final da tarde de segunda-feira (27), a prefeitura já havia cadastrado 40.700 famílias.