Com Moro correndo risco de cassação, Rosângela muda domicílio eleitoral para o Paraná

Ela alterou o título de eleitora para Curitiba, mesmo domicílio eleitoral do marido, o senador Sergio Moro (União-PR). Foto: Reprodução

A deputada federal Rosângela Moro (União Brasil), eleita por São Paulo em 2022, transferiu o título eleitoral de volta para o Paraná.

Ela alterou o título de eleitora para Curitiba, mesmo domicílio eleitoral do marido, o senador Sergio Moro (União-PR). A mudança abre caminho para que a deputada se torne uma alternativa caso o ex-juiz seja cassado pela Justiça Eleitoral.

Moro será julgado em 1º de abril pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Paraná. O julgamento analisa um processo movido pelo PL e pela federação formada pelo PT, PCdoB e PV contra o senador por suposto abuso de poder econômico durante a campanha.

Os partidos afirmam que Moro seria responsável por um suposto desequilíbrio eleitoral, beneficiando-se de suas atividades na pré-campanha presidencial para disputa de vaga no Senado. Antes de concorrer a uma vaga no Congresso, o ex-juiz anunciou candidatura para presidente da República e, depois, desistiu.

Em dezembro de 2023, Moro prestou depoimento no TRE-PR e negou irregularidades em sua campanha eleitoral.

O julgamento estava marcado para o início de fevereiro, mas foi adiado porque o TRE aguardava a nomeação de um sétimo membro do colegiado para sua realização. Além de 1º de abril, o tribunal reservou os dias 3 e 8 para a continuidade da sessão, caso seja necessário.

A cassação do mandato de deputado do ex-coordenador da Lava Jato Deltan Dallagnol (Podemos-PR), em maio do ano passado, acendeu o alerta sobre o futuro político Moro. Uma eventual perda de mandato do ex-juiz significaria uma vaga aberta no Senado.

No cenário político, os nomes cotados para substituí-lo em caso de uma nova eleição incluem o ex-senador Alvaro Dias (Podemos), a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, e a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro (PL). A transferência eleitoral de Rosângela Moro reorganizaria a possível disputa e a sua possível candidatura seria uma forma de preservar o capital político de Moro com o seu eleitorado.

Em 2022, Rosângela foi eleita deputada com 217.170 votos em São Paulo enquanto Sergio Moro conquistou o cargo de senador com 1.953.159 votos (33,5% dos votos válidos) pelo Paraná.

Fonte: CNN