Depósitos superam saques em 2018, e poupança tem melhor saldo em 5 anos

Fonte: UOL
Os brasileiros investiram mais dinheiro na poupança do que sacaram em 2018. Segundo dados do Banco Central divulgados nesta segunda-feira (7), os depósitos na poupança superaram as retiradas em R$ 38,26 bilhões no ano passado.
O resultado é o melhor saldo da poupança desde 2013, quando os depósitos na caderneta superaram os saques em R$ 71,05 bilhões. Na época, o oaís ainda não havia passado pelo período de recessão. Em 2017, o saldo também havia ficado no azul (R$ 17,13 bilhões), após perdas em 2015 e 2016.
Apenas no mês de dezembro, os brasileiros depositaram R$ 14,61 bilhões a mais do que retiraram da poupança, o melhor resultado mensal no ano. Parte disso foi influenciada pelo pagamento de 13º salário e bonificações aos trabalhadores no final do ano.

Poupança acumula R$ 797,3 bi em depósitos

No ano passado, o total de depósitos na poupança somaram R$ 2,253 trilhões. Já os saques atingiram os R$ 2,214 trilhões.
Com o saldo positivo de R$ 38,260 bilhões no ano, a caderneta de poupança encerrou 2018 com um total de R$ 797,281 bilhões aplicados, já considerando os rendimentos de R$ 34,417 bilhões verificados ao longo do ano.

Rendimento da poupança

Atualmente, a remuneração da caderneta de poupança é formada pela taxa referencial (TR) mais 70% da Selic (a taxa básica de juros). A Selic, por sua vez, está hoje em 6,5% ao ano. Na prática, isso significa um rendimento menor.
Esta regra de remuneração vale sempre que a taxa básica estiver abaixo dos 8,5% ao ano. Quando estiver acima disso, a poupança será atualizada pela TR mais uma taxa fixa de 0,5% ao mês (6,17% ao ano).