Desembargadora nega habeas corpus a Wendel Lagartixa e ele segue preso

Policial militar da reserva Wendel Fagner Cortez de Almeida, conhecido como ‘Wendel Lagartixa’. Foto: Reprodução

A desembargadora Inez Maria B. S. Miranda negou, na tarde desta terça-feira (14), um pedido de habeas corpus ao policial militar da reserva Wendel Fagner Cortez de Almeida, conhecido como ‘Wendel Lagartixa’.

Esta é a segunda vez que ele tenta sair da prisão na Bahia, onde está detido desde o último sábado (11) por posse de uma arma irregular.

Ao recusar o habeas corpus, a desembargadora destacou que o magistrado anterior mencionou que o acusado tem uma condenação definitiva e já cumpriu as penas, porém ainda não passaram os cinco anos necessários para afastar a reincidência. Além disso, ressaltou que o histórico criminal de Wendel inclui envolvimento com grupos de extermínio e processos por homicídios.

Diante disso, a desembargadora considerou que não havia elementos para conceder o pedido de liberdade de forma sumária e decidiu que o assunto deveria ser analisado pelo colegiado em momento oportuno. Ela também considerou necessário ouvir a autoridade responsável pela prisão antes de tomar uma decisão final.

Na petição do habeas corpus, a defesa de Wendel Lagartixa argumentou que a prisão preventiva foi resultado de pressão do Ministério Público do Rio Grande do Norte, que teria levado o juiz a cometer um erro ao determinar a medida com base em uma suposta reincidência.

*Com informações do Novo Notícias

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com