BUSCAR
BUSCAR
Crítica

‘Dnit faz politicagem para atrapalhar vida dos moradores da Zona Norte’, diz Álvaro Dias sobre obra na Ponte de Igapó

Prefeito de Natal, Álvaro Dias (Republicanos) - Foto: Anderson Régis / Diário do RN / Cedida

O prefeito de Natal, Álvaro Dias (Republicanos), fez duras críticas nesta terça-feira (2) ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), responsável pela obra de restauração da Ponte de Igapó, que liga a Zona Norte da capital potiguar ao restante da cidade.

Em cerimônia no anexo da prefeitura no bairro da Ribeira, Álvaro Dias afirmou que o Dnit fez “politicagem” ao instalar o canteiro de obras sobre uma das faixas da ponte, prejudicando o tráfego na região. Por causa das obras, apenas um lado da ponte está transitável, o que tem gerado longos congestionamentos na área.

Ele disse que a ação do Dnit foi uma estratégia para evitar que a população sinta os efeitos da requalificação da Avenida Felizardo Moura, que fica anexa à ponte e foi uma obra feita pela prefeitura – já está concluída.

“A obra da ponte é um verdadeiro absurdo, um descalabro. O Dnit insistiu em botar o canteiro de obras naquele local, segundo denúncia dos funcionários do Dnit publicada na imprensa, com a finalidade de que a obra não tenha a repercussão que deveria ser favorável à nossa gestão, à nossa administração”, enfatizou o prefeito, em entrevista à 97 FM.

Álvaro Dias acrescentou: “Política e politicagem que foi praticada pelo Dnit para atrapalhar a vida dos milhares de moradores da Zona Norte, que se locomovem para a Zona Sul e a Zona Norte diariamente por aquele local. Isso é um descalabro, um absurdo, inaceitável”.

Obra na Ponte de Igapó atrapalha trânsito na região – Foto: Reprodução

No início do mês passado, a gestão de Álvaro Dias chegou a ingressar com ação na Justiça Federal pedindo a remoção do canteiro de obras do local. A ação foi negada pela juíza Moniky Mayara Costa Fonseca na semana passada. A magistrada, contudo, determinou a realização de uma perícia judicial e nomeou o engenheiro civil Vinícius Leite Silveira como perito da Justiça Federal para conduzir a avaliação técnica, que tem o objetivo de verificar a necessidade ou não da instalação do canteiro da obra na Ponte de Igapó.

O prefeito enfatizou que a nova Felizardo Moura é uma das vias mais modernas da capital potiguar, mas que o Dnit está “atrapalhando vergonhosamente o tráfego com essa desnecessária localização do canteiro de obras”.

“Tinha 10 outros locais que podiam botar, mas botaram em cima da ponte para atrapalhar a vida dos moradores e do povo da cidade do Natal, da Zona Norte principalmente”, destacou.

Dnit responde Prefeitura

Após a prefeitura entrar com a ação na Justiça, o Dnit disse que escolheu o local “tecnicamente mais viável” para o canteiro de obras.

Em nota, o DNIT esclarece que, após ter sido notificado judicialmente a pronunciar-se sobre a questão, “emitiu declaração preliminar abordando as justificativas técnicas, inclusive ambientais, que embasaram a instalação do canteiro de obras sobre a ponte”. “É importante salientar também que o canteiro de obras foi instalado no local tecnicamente mais viável, uma vez que se trata de um segmento de risco, sujeito a acidentes”, diz a autarquia.

Ainda no texto, o departamento ressalta que “a obra é de extrema importância para a mobilidade urbana da região e que todo o processo de execução está sendo monitorado pela equipe técnica da autarquia, para que toda as etapas sejam cumpridas dentro do cronograma de obras, a fim de garantir a celeridade e a excelência dos serviços”.

Rua Carlos Chagas, 3466, Candelária, Natal/RN
(84) 4009-9898
[email protected]
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com