BUSCAR
BUSCAR
Declaração
Em live, Bolsonaro defende transformar roubo de celular em crime hediondo; VÍDEO
Jair Bolsonaro (PL). Foto: Agência Brasil

Em live desta quinta-feira (4), Jair Bolsonaro (PL) disse ser favorável a tornar o roubo de celular em crime hediondo e deu a entender, sem citar nomes, que tal prática seria estimulada por Lula (PT).

O atual presidente repetiu uma uma fake news que repercutiu entre seus apoiadores nos últimos meses, na qual Lula teria dito que a subtração de aparelhos telefônicos seriam feitos para “tomar uma cervejinha”.

A redução no preço do combustível também foi comemorada pelo presidente, que afirmou que o país “tem uma das gasolinas mais baratas do mundo”.

Ele afirmou que definir o teto do ICMS, no máximo, em 18% cobrado pelos estados, diminuiu o valor da gasolina em cerca de R$ 2. Contudo, a medida está prevista para valer até 31 de dezembro deste ano.

Bolsonaro também disse que é necessário “investir em refinarias” e aproveitou para reforçar as críticas ao presidente Lula, declarando que “em 2004, uma pessoa começou a fazer três refinarias no Brasil, enterrou aproximadamente R$ 100 bilhões e não fez nenhuma refinaria”.

O presidente também aproveitou para criticar a forma como a França ataca os incêndios que veem ocorrendo no Brasil nos últimos anos, enfatizando que são frutos do acumulo de matéria orgânica, e citou a onda de calor que atinge a Europa e que já causou focos de queimadas e mortes, como algo normal.

Fake news sobre ‘Roubo de celular para comprar cervejinha’

A fala que Bolsonaro atribui a Lula foi editada para alterar o sentido. Os trechos foram retirados de um entrevista concedida a periódicos pernambucanos independentes, em agosto de 2017. Ao ser indagado sobre o aumento da violência no estado, Lula atribui à situação econômica do país.

“Vira uma indústria de roubar celular. Para que roubar um celular? Para vender, para ganhar um dinheirinho. Ora, então eu penso que essa violência que está em Pernambuco é causada pela desesperança”, disse o ex-metalúrgico, à época.

Posteriormente, o petista faz uma metáfora entre as torcidas de Sport e Santa Cruz para se referir ao ódio que tomou o Brasil, “É preciso distensionar, para a sociedade perceber que a torcida do Santa Cruz e do Sport não são inimigas, são adversárias durante o jogo. Depois vão para o bar tomar uma cerveja junto. E ainda deixam o pessoal do Náutico batendo palma do lado”, declarou.

Crime hediondo

Transformar um crime em hediondo significa qualificar o ato como algo que causa repulsa, tornando-o inafiançável e insuscetível de graça, indulto ou anistia, fiança e liberdade provisória.

No Brasil, são considerados crimes hediondos tortura; tráfico de drogas; terrorismo; homicídio, quando praticado em atividade típica de grupo de extermínio; homicídio qualificado; latrocínio; extorsão qualificada pela morte; extorsão mediante sequestro e na forma qualificada; estupro; atentado violento ao pudor; epidemia com resultado morte; genocídio; falsificação; e alteração de produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais.

Fonte: Estado de Minas

Rua Carlos Chagas, 3466, Candelária, Natal/RN
(84) 4009-9898
contato@98fmnatal.com.br
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com