Gabinete do Dep. General Girão em Natal amanhece pichado

Foto: Reprodução

O gabinete institucional do deputado General Girão (PSL-RN), localizado na Av. Senador Salgado Filho, em Natal, amanheceu pichado. A ação foi realizada na madrugada desta terça-feira (8), por mulheres que compõem o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) no Rio Grande do Norte.

De acordo com o movimento, a ação expressa o descontentamento com medidas como a aprovação do Projeto de Lei 6299/02, conhecido como Pacote do Veneno que flexibiliza as normas de controle sobre agrotóxicos e autoriza a produção de pesticidas genéricos no Brasil e que teve o voto favorável do parlamentar potiguar na Câmara Federal.

Em nota, as Mulheres criticam a atuação do deputado, “disseminador de notícias falsas, investigado pelo STF por patrocinar processos anti-democráticos com recursos de mandato parlamentar, um dos nomes que votou a favor do PL do Pacote de Veneno, além de aprovar o projeto político de um governo genocida, que representa a fome, a destruição da vida, da natureza e a paralisação da reforma agrária”.

O Gabinete do General Girão também se manifestou em nota sobre o ocorrido:

“Um ato explícito de intolerância política contra a nossa atuação parlamentar. Segundo o entendimento recente e com jurisprudência, se enquadra em Atos Antidemocráticos e Crime de Ódio. Reiteramos nosso total repúdio a esse ato violento e intolerante. Nos acusam o tempo todo de representar um governo que propaga discurso de ódio. Mas esses, que se dizem tolerantes, além de propagar, materializam o ódio e a intolerância. Estamos buscando as vias judiciais para encontrar e punir os culpados. Somos contra qualquer ato de violência, principalmente no campo das ideias e da política.”