Garçom mata vereador esfaqueado e fere outros dois em restaurante no interior do Ceará

Garçom mata vereador esfaqueado e fere outros dois em restaurante no interior do Ceará - Foto: Reprodução/Sobral 24h

Um garçom esfaqueou três pessoas em um restaurante de Camocim, no interior do Ceará, na tarde deste domingo (28). Uma das vítimas era o vereador Cesar Araújo Veras (PDT), de 47 anos, que morreu. Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, o suspeito foi preso em flagrante.

Segundo os agentes da Polícia Civil e da Polícia Militar, o homem era garçom no estabelecimento comercial onde golpeou, com uma faca, o vereador da cidade de Camocim. A vítima, que estava no local como cliente, não resistiu aos ferimentos.

O suspeito feriu dois outros homens, não identificados pela secretaria, de 55 e 56 anos, que foram socorridos para uma unidade de saúde da região. O garçom tentou fugir, mas foi localizado e preso por equipes do Comando de Policiamento de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio) da PM no bairro Tijuca, já na saída da cidade.

Ele foi conduzido para a Delegacia Regional de Sobral e foi autuado em flagrante por homicídio qualificado por motivo fútil e sem chance de defesa e duas tentativas de homicídio qualificado.

As câmeras de segurança do estabelecimento flagraram toda a ação do garçom. No momento do ataque, o restaurante estava cheio. O criminoso atacou o vereador quando ele estava sentado, de costas, e depois feriu as outras duas pessoas.

Repercussão da morte

O governador do Ceará, Elmano de Freitas (PT), confirmou em suas redes sociais a prisão do acusado e prestou solidariedade aos familiares, amigos e companheiros de trabalho do vereador.

“Recebi com profundo pesar a notícia da morte do vereador César Veras, ex-presidente da União dos Vereadores e Câmaras do Ceará (UVC), vítima de um crime bárbaro em um restaurante de Camocim. Determinei rigor máximo na apuração dos fatos”, escreveu Freitas.

A Prefeitura de Camocim decretou luto oficial de três dias pela morte do vereador. No decreto, a administração municipal destacou “os preciosos trabalhos no decorrer da vida como cidadão e vereador, além representar uma perda irreparável para a sociedade Camocinense”.

A Delegacia Regional de Sobral segue com as investigações com a finalidade de identificar a motivação do crime. O garçom ficou à disposição da Justiça.

Fonte: CNN

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com