Geraldo Alckmin dispensa avião da FAB e viajará de classe econômica para missão oficial na China

Vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB) - Foto: Cadu Gomes / VPR
Vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB) - Foto: Cadu Gomes / VPR

O vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB), que também é ministro de Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, dispensou o avião oficial da Força Aérea Brasileira (FAB) e viajará em voo comercial para a China.

O político vai liderar uma missão oficial em viagem. Alckmin vai viajar em um voo da companhia aérea Emirates, com escala em Dubai, em classe econômica, embora tenha direito a voar de classe executiva pelo cargo que ocupa. Ele embarca no próximo sábado (1º).

As informações são do colunista Igor Gadelha, do Metrópoles.

Agendas

Além da China, o vice-presidente também cumpre agenda na Arábia Saudita. No período de 1º a 7 de junho, o político vai participar da VII Sessão Plenária da Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível de Concertação e Cooperação (Cosban), que será realizada nos dias 5 e 6 de junho, em Pequim.

A missão oficial liderada pelo vice-presidente ainda inclui uma comitiva de ministros, parlamentares e empresários, que, além dos compromissos com a Cosban, prevê agendas com investidores, líderes empresariais e autoridades dos governos da Arábia Saudita e China.

Devem viajar com Alckmin: os ministros Rui Costa, Casa Civil; Simone Tebet, do Planejamento e Orçamento; Carlos Fávaro, da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; Paulo Teixeira, do Desenvolvimento Agrário; Silvio Costa Filho, dos Portos e Aeroportos; e Márcio França, do Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte.