Governo federal libera R$ 2,1 bilhões em emendas parlamentares

Liberação ocorre na véspera de votações econômicas importantes na Câmara dos Deputados, como a reforma tributária

Presidente Lula. Foto: Agência Brasil

O governo federal liberou nesta quarta-feira (5) R$ 2,1 bilhões em emendas impositivas. Esse foi o maior valor de emendas liberado em um único dia desde o início do mandato. Os dados são do Portal do Orçamento Federal.

A liberação ocorre na véspera de votações econômicas importantes na Câmara dos Deputados, como a reforma tributária. Governadores estão se reunindo essa semana com as bancadas estaduais para fechar questão sobre a reforma. A pauta tem o apoio do governo, especialmente da área econômica.

Por partido na Câmara, o maior volume de emendas foi para o PP, partido do presidente da Casa, Arthur Lira. Até segunda-feira (3), os deputados do PP tinham recebido R$ 473 milhões de reais em emendas. Na terça, o valor saltou para 705 milhões. Um aumento de 232 milhões de reais, o que representa 49% de crescimento.

VALORES DE EMENDAS LIBERADOS NESTA QUARTA PARA DEPUTADOS, POR PARTIDO

  • PP – R$ 232.481.903,90
  • PL – R$ 108.719.486,50
  • UNIÃO – R$ 38.298.660,50
  • REP – R$ 26.841.231,10
  • PT – R$ 15.438.431
  • MDB – R$ 7.998.486
  • PSD – R$ 5.894.547,70

Pela primeira vez desde o início do ano, dois partidos ultrapassaram o PT no volume de valores empenhados. Em primeiro lugar vem o PL com 744 milhões, seguido do PP. O partido do presidente Lula está na terceira posição com R$ 686 milhões.

VALORES ACUMULADOS DE EMENDAS EMPENHADAS PARA DEPUTADOS POR PARTIDO ATÉ ESTA QUARTA

  • PL – R$ 744.731.146,30
  • PP – R$ 705.464.428,70
  • PT – R$ 686.189.792,20
  • PSD – R$ 622.410.348,40
  • UNIÃO – R$ 573.647.922,20
  • MDB – R$ 432.260.762,90
  • REP – R$ 426.128.065

Percentualmente, os partidos que tiveram maior crescimento no volume de emendas liberadas num único dia foram o Progressistas, o PL e o União Brasil. O PP se considera independente e, além de Lira, também abriga o relator do Arcabouço Fiscal na Câmara, deputado Claudio Cajado (PP-BA).

AUMENTO PERCENTUAL NO VALOR ACUMULADO DE EMENDAS DE SEGUNDA (3) PARA TERÇA (4)

  • PP – 49,15%
  • PL – 17,09%
  • UNIÃO – 7,15%
  • REP – 6,72%
  • PT – 2,30%
  • MDB – 1,89%
  • PSD – 0,96%

Também houve um salto na liberação de emendas para bancadas estaduais, as chamadas RP-7. Do início do ano até segunda (3), o governo tinha empenhado R$ 926 milhões. Apenas na terça (4), mais de R$ 1,3 milhão dessa rúbrica foi liberado, totalizando R$ 2,3 bi. Um crescimento de 154%.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com