Irã confirma morte do presidente Ebrahim Raisi após acidente com helicóptero

Presidente do Irã, Ebrahim Raisi, morreu após acidente de helicóptero no país - Foto: X / Reprodução
Presidente do Irã, Ebrahim Raisi, morreu após acidente de helicóptero no país - Foto: X / Reprodução

O presidente do Irã, Ebrahim Raisi, morreu neste domingo (19) após um helicóptero que o transportava cair na montanhosa região de Varzaqan, no noroeste do país. A informação foi confirmada pela Irna, a agência de notícias oficial iraniana.

Também morreram no acidente o ministro das Relações Exteriores, Hossein Amirabdollahian, o governador da província do Azarbaijão Oriental, Malek Rahmati, e Mehdi Mousavi, chefe da equipe de guarda-costas de Raisi. Oura vítima confirmada foi Mohammad Ali Al-e-Hashem, representante do líder supremo do Irã na província.

Presidente interino

O líder supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, nomeou o vice-presidente Mohammad Mokhber como presidente interino. Ele também decretou cinco dias de luto pela morte do presidente.

O Irã agora tem um prazo máximo de 50 dias antes da realização de uma eleição presidencial para escolher o sucessor de Raisi, segundo a Reuters.

Drama no resgate

O país viveu horas de dúvidas e angústia, desde que foi anunciado o que seria um pouso forçada da aeronave e que depois se confirmou como uma queda. Raisi e sua comitiva voltavam da cerimônia de inauguração de uma barragem, na fronteira entre o Irã e o Azerbaijão.

Dezenas de pessoas das equipes de resgate estavam na região, tentando encontrar o local exato do acidente. Como mostrou a 98 FM, as condições de tempo e temperatura, com muito frio e neblina, dificultaram os trabalhos, assim como o geografia do local.

Na manhã desta segunda-feira, os destroços foram localizados e as primeiras informações eram de que não havia sinais de sobreviventes.