BUSCAR
BUSCAR
São Paulo
Justiça nega pedido de depoimento de Key Alves, do BBB 23, sobre morte de Leandro Lo, campeão de jiu-jítsu
Key Alves e Leandro Lo — Foto: Reprodução/Instagram

A Justiça de São Paulo negou o pedido para que a jogadora de vôlei Key Alves, que participa do BBB 23, prestasse depoimento sobre a morte do campeão de jiu-jítsu Leandro Lo. O requerimento havia sido feito pela defesa do policial militar suspeito de praticar o crime.

A petição foi protocolada no início de fevereiro, depois de Key afirmar, durante uma conversa no programa, que testemunhou o crime.

“Foi na minha frente, eu vi tudo”, disse a atleta.

Na decisão, Roberto Zanichelli, juiz de direito da 1ª Vara do Júri de São Paulo, disse que:

  • A defesa não apresentou justificativa detalhada para o pedido;
  • Os advogados do policial juntaram apenas “manchetes de sites da internet, e não o vídeo com o momento da suposta frase dita pela jogadora”;
  • Existem outras testemunhas presenciais, de modo que o depoimento de Key seria desnecessário na atual fase do processo;
  • O depoimento “geraria apenas tumulto processual”, já que a jogadora se encontra indisponível para comparecer em juízo.

Zanichelli também apontou que a frase dita por Key não atesta a veracidade de sua fala, de que realmente teria testemunhado o assassinato de Leandro Lo.

O lutador morreu após ser baleado na cabeça durante um show no Clube Sírio, na Zona Sul de São Paulo, em agosto de 2022. O PM Henrique Otávio de Oliveira Velozo se entregou à Corregedoria, teve prisão preventiva decretada e está detido no presídio militar Romão Gomes.

Com informações do g1

Rua Carlos Chagas, 3466, Candelária, Natal/RN
(84) 4009-9898
contato@98fmnatal.com.br
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com