Lula pede a Lira e Pacheco que evitem dar prioridade a projetos que ‘atiçam a intolerância’

Presidente Lula ao lado de Arthur Lira (dir.) e Rodrigo Pacheco (esq.) - Foto: Ricardo Stuckert / PR
Presidente Lula ao lado de Arthur Lira (dir.) e Rodrigo Pacheco (esq.) - Foto: Ricardo Stuckert / PR

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pediu aos presidentes Rodrigo Pacheco (Senado) e Arthur Lira (Câmara), e aos líderes do governo, que priorizem temas econômicos e sociais, em vez de pautarem projetos que “aticem a intolerância”.

A informação foi dada pelo ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, em entrevista após reunião de Lula com líderes nesta segunda-feira (10).

Padilha foi questionado sobre a apreciação de projetos na Câmara que tratam da criminalização do aborto e de delações premiadas. “Consideramos que projetos do aborto e delação premiada não deveriam estar no centro das pautas”, disse.

Segundo ele, o “governo vai entrar em campo” para que outras pautas estejam na agenda. “O governo vai entrar em campo para que a pauta da Câmara não seja projetos que aticem a beligerância e a violência política, para que a centralidade seja nos temas econômicos e sociais, ao invés de colocar projetos que só atiçam a intolerância”, disse. “O governo trabalha para que esse tema não seja o central na Câmara.”

Para o ministro, “a pauta da Câmara deveria se dedicar se concentrar naquilo que são os projetos que o governo defende, os projetos econômicos e sociais”. Entre os temas que o governo requer prioridade na Câmara, disse ele, está a Medida Provisória que cria o programa Acredita, cuja comissão mista ainda não foi instalada, conforme ressaltou.