Motociclista grava assalto com perseguição acima de 140 km/h na Grande SP; VÍDEO

Câmera instalada no capacete da vítima flagrou assalto na Rodovia Castello Branco, neste domingo (10). Foto: Reprodução/redes sociais

Um vídeo gravado pela câmera do capacete de um motociclista registrou o momento em que uma quadrilha de quatro homens rouba sua moto, após uma perseguição com velocidades que ultrapassaram os 140 km/h. O caso ocorreu na manhã do último domingo (10), na Rodovia Castello Branco, em Barueri, na Grande São Paulo.

Nas imagens, é possível observar a vítima mexer a cabeça e olhar para os retrovisores enquanto acelera a moto, uma Kawasaki verde com preço que pode ultrapassar os R$ 30 mil.

Quando o motoqueiro tenta sair da faixa da esquerda rumo à do meio, com o velocímetro marcando 144 km/h, a primeira dupla aparece à direita da vítima em outra moto, e impede a conversão.

O criminoso que está na garupa aponta uma arma para o dono da moto, e o força a parar o veículo enquanto faz ameaças. Um deles chega a gritar “você vai morrer, desgraçado”.

Com a moto parada, a vítima do roubo pede calma. “Calma aí, calma aí, eu não tô armado não, irmão”, diz o motoqueiro. Em resposta, os assaltantes pedem também o aparelho celular do homem.

Em meio a xingamentos, os criminosos gritam para que o condutor desça da moto. Após o roubo do celular, ordenam que a vítima deite na via, antes de fugirem. Nesse momento, o vídeo termina.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP), um dos criminosos foi preso em flagrante poucas horas depois do roubo. O homem, de 22 anos, foi localizado no bairro Munhoz Junior, em Osasco, também na região metropolitana da capital. Os demais suspeitos ainda não foram encontrados.

“Policiais militares estavam na base da Polícia Militar Rodoviária instalada na Rodovia Castello Branco, em Barueri, quando viram o momento em que indivíduos abandonaram uma motocicleta na via. Os PMs tentaram capturar os suspeitos, mas o grupo conseguiu fugir”, informou a SSP.

Ainda de acordo com a Secretaria, a localização do primeiro criminoso foi possível graças a uma consulta à placa da moto que foi abandonada pela quadrilha, que revelou o endereço em Osasco. Ele foi reconhecido pela vítima e autuado em flagrante.

Em nota, a SSP também informou que foram solicitados exames junto ao Instituto de Criminalística (IC). A moto abandonada foi apreendida e o caso foi registrado como roubo e localização/apreensão de veículo no 5º DP de Osasco.

Posteriormente, a investigação foi encaminhada ao 2º DP de Barueri.

Fonte: CNN