Motoristas de ônibus de Natal terão nova reunião com empresários, e greve não começará na segunda (3)

Motoristas de ônibus de Natal podem entrar em greve a partir da próxima semana - Foto: Sandro Menezes / Governo do RN
Motoristas de ônibus de Natal podem entrar em greve a partir da próxima semana - Foto: Sandro Menezes / Governo do RN

Motoristas de ônibus de Natal terão uma nova reunião com empresários, na próxima segunda-feira (3), para discutir a pauta de reivindicações da categoria. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários (Sintro), a greve já aprovada em assembleia só será iniciada, ou não, depois desse encontro.

Na última quarta-feira (29), uma reunião terminou sem acordo. De acordo com o Sintro, as empresas apresentaram proposta de reajuste salarial de 3%, abaixo da inflação, divididos em 1,5% no mês de maio e a outra parcela em novembro. Além disso, foi proposto o reajuste de 3% para o vale alimentação dos trabalhadores.

Os rodoviários dizem, ainda, que o Seturn (sindicato das empresas) sinalizou com a possibilidade de tratar de aumento para o plano de saúde e implantação de benefício para custeio da renovação da CNH.

“Essas propostas não atendem às necessidades dos rodoviários. No entanto, entendendo que a população não pode ficar sem o transporte público de cada dia, nós remarcamos para segunda-feira uma nova rodada de negociação”, afirmou Carlos Silvestre, assessor do Sintro.

Greve aprovada em assembleia

Motoristas de ônibus decidiram na última terça-feira (28) entrar em greve em Natal por tempo indeterminado. A decisão aconteceu em assembleia do Sintro, no Alecrim. A categoria cobra reajuste salarial e decidiu aprovar a greve em protesto contra a falta de avanço nas negociações com os empresários.

Os rodoviários têm a seguinte lista de reivindicações: reajuste de 8,3%; aumento de 50% no vale-transporte; aumento de 20% no plano de saúde; e benefício para custeio da renovação da CNH.