Motoristas se reúnem com representantes do Seturn em Natal e cobram reajuste salarial

Motoristas de ônibus fecharam acordo com empresários e cancelaram greve em Natal - Foto: Reprodução
Motoristas se reúnem com representantes do Seturn em Natal e cobram reajuste salarial - Foto: Reprodução

Motoristas de ônibus de Natal se reuniram nesta sexta-feira (24) com representantes do Seturn, o sindicato que representa as empresas.

Segundo o Seturn, durante o encontro a categoria apresentou uma lista de reivindicações. São elas:

  • Reajuste de 8,3%;
  • Aumento de 50% no vale-transporte;
  • Aumento de 20% no plano de saúde;
  • Benefício para custeio da renovação da CNH.

Não houve acordo durante o encontro e uma nova rodada de negociação foi marcada para a próxima quarta-feira (29). A 98 FM não conseguiu contato com o Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários (Sintro).

Novo cálculo de tarifa

Nesta quinta-feira (23), o Seturn pediu à Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) que calcule uma nova tarifa para o transporte público da cidade já prevendo reajuste salarial exigido por motoristas e cobradores.

Segundo Augusto Maranhão Valle, consultor técnico do Seturn, o reajuste para motoristas e cobradores vai impactar nos custos da operação. O pedido do Seturn é que a STTU avalie qual seria o impacto desse reajuste para a tarifa do transporte e os custos do sistema.

Em novembro do ano passado, a tarifa do transporte público de Natal subiu de R$ 3,90 para R$ 4,50, valor que é pago atualmente pelos passageiros. Foi o primeiro reajuste desde 2019. Porém, segundo a STTU, o valor real da tarifa (a chamada tarifa técnica) é de R$ 4,95.

Há um acordo para que essa diferença de R$ 0,45 por passageiro seja concedida às empresas através de abatimento em dívidas.

O consultor técnico do Seturn alega que, com o provável novo reajuste para os motoristas, haverá aumento da tarifa técnica. Caberá à STTU definir se o aumento será repassado aos usuários.