MST deixa sede do Incra em Natal com apenas um dia de ocupação

Ocupação ocorreu na segunda-feira (17) para solicitar assentamento de famílias acampadas - Foto: MST / Reprodução

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) desocuparam na tarde desta terça-feira (18) a sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em Natal. Eles haviam se instalado no local na segunda-feira (17) pela manhã após a realização de uma passeata em que cobravam, principalmente, o assentamento de famílias que estão acampadas há 17 anos nas terras de uma antiga usina em Ceará-Mirim, na região metropolitana da capital potiguar.

O movimento também cobra desapropriação de terras e cadastramento de famílias.

A saída do movimento do prédio ocorreu às 16h30 após a realização de uma reunião entre os integrantes do MST e os representantes do Incra que chegaram a um acordo.

De acordo com o MST, na segunda-feira cerca de 300 militantes de diferentes regiões do Estado participaram do ato que marcou a Jornada Nacional de Lutas em Defesa da Reforma Agrária. Ainda de acordo com o MST, o Rio Grande do Norte possui cerca de 20 mil famílias assentadas e 3 mil famílias acampadas, distribuídas em 50 acampamentos de todas as regiões do Estado.