Natal já registrou 78 casos de estupro de crianças e adolescentes em 2024

Professor de futsal foi preso na semana passada em Natal - Foto: Reprodução
Professor de futsal foi preso na semana passada em Natal - Foto: Reprodução

Natal já registrou 78 casos de estupro de vulneráveis em 2024, segundo dados da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesed). Dos 78 casos, 45 vítimas foram crianças de até 11 anos e outros 23 de crianças de 12 a 17 anos. Os números são referentes ao período entre janeiro e maio, e só na capital potiguar.

Além dos estupros, a Secretaria de Segurança registrou também 8 casos de favorecimento da prostituição de criança, adolescente ou de vulnerável e uma divulgação de cena de estupro ou sexo.

Em 2023, ao todo, foram 208 casos de estupro de vulneráveis em Natal, sendo 125 de crianças até 11 anos e 83 de crianças de 12 a 17 anos. Já o número de casos de favorecimento da prostituição foi menor e ficou em 7, enquanto a divulgação de cenas de sexo ou estupro foi de 5.

Professor de futsal preso

Um dos casos mais recentes divulgados pela Polícia Civil foi de um professor de futsal preso no dia 30 de maio no bairro Barro Vermelho, Zona Leste de Natal, sob suspeita de agressão sexual, assédio e aliciamento de crianças.

Na ocasião, a Polícia Civil informou que pelo menos 5 crianças foram identificadas como vítimas dos crimes, que teriam ocorrido durante as aulas de futsal.

Conforme a Delegacia Especializada em Proteção da Criança e Adolescente, os crimes relatados ocorreram durante as aulas de futsal. “O suspeito, que atuava como professor em uma escolinha de futsal, utilizava essa atividade como oportunidade para cometer tais crimes”, declarou o delegado Ricardo Eduardo, encarregado do caso.

A polícia também realizou uma operação de busca em locais associados ao suspeito, apreendendo dispositivos eletrônicos que foram submetidos à perícia pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep-RN).