BUSCAR
BUSCAR
Saúde
Novos sintomas da Covid são listados no Reino Unido; veja quais são
Uma nova variante do coronavírus, chamada de “deltacron”, foi identificada no Chipre. - Foto: Unsplash
Novos sintomas da Covid são listados no Reino Unido - Foto: Unsplash

O Serviço Nacional de Saúde (NHS) do Reino Unido divulgou nesta semana uma lista de 9 novos sintomas associados à Covid-19 em adultos.

Anteriormente, o serviço público britânico listava somente os três principais sintomas clássicos da doença: tosse “nova” e contínua (tossir muito por mais de uma hora ou o equivalente a 3 ou mais episódios de tosse em 24 horas), temperatura alta ou calafrios e perda ou mudança no olfato ou paladar.

Agora, a lista inclui os seguintes sintomas:

  1. Falta de ar
  2. Fadiga ou exaustão
  3. Dores no corpo
  4. Dor de cabeça
  5. Dor de garganta
  6. Nariz entupido ou escorrendo
  7. Perda de apetite
  8. Diarreia
  9. Náuseas ou vômitos

Carla Kobayashi, infectologista do Hospital Sírio-Libanês e consultora técnica do Ministério da Saúde explica que, desde o início da pandemia, febre, tosse e perda de olfato eram os sintomas que caracterizavam a Covid-19, mas que esse cenário já não é mais o mesmo.

Com a chegada da ômicron, hoje predominante no mundo, esses sintomas deixaram de aparecer tão frequentemente. Essa variante do SARS-CoV-2 marcou, na verdade, a presença cada vez maior dos sintomas “menos comuns”.

“Então a gente passou a ter muita dor de garganta, muita dor de cabeça, muita dor no corpo”, diz Kobayashi.

De acordo com o ZOE COVID Symptom Study, da Universidade King’s College de Londres, que registra, via smartphone, como centenas de milhares de pessoas infectadas estão se sentindo no Reino Unido, esses são justamente os sintomas mais associados à essa variante do coronavírus, juntamente com a coriza e o espirro.

Por essa razão, a médica considera que a decisão do governo britânico foi bastante inteligente, uma vez que a incidência pela variante está muito alta no mundo. No Brasil, por exemplo, uma análise da Fiocruz mostrou que 99,7% dos genomas sequenciados em fevereiro correspondiam à essa variante.

“A maioria desses sintomas incluídos [pelo NHS], como a fadiga, dor no corpo, dor de cabeça, coriza e os gastrointestinais são justamente os mais característicos da ômicron”, diz a infectologista.

Fonte: g1

Rua Carlos Chagas, 3466, Candelária, Natal/RN
(84) 4009-9898
contato@98fmnatal.com.br
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com